ad16
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Paradas em 2011, obras do hospital de Picos devem reiniciar em setembro

As obras do novo hospital de Picos, paralisadas desde 2011, serão retomadas até setembro. Essa foi a pactuação firmada entre o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa; o deputado federal, Assis Carvalho; o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Emanuel Veloso Filho, e a assessora jurídica, Ana Cecília, durante reunião realizada nesta quinta-feira (30), na Secretaria de Estado da Saúde.

“Estamos fazendo essa pactuação junto a Caixa e a Procuradoria Geral do Estado, no sentindo de retomarmos esta obra o mais rápido possível, para que a população possa usufruir prontamente os serviços de saúde”, enfatiza Costa, enfatizando que é prioridade a reestruturação da rede hospitalar estadual.

Obras do novo Hospital de Picos - Foto: Reprodução
Obras do novo Hospital de Picos – Foto: Reprodução

“A retomada de obras, como a construção de 10 leitos de UTI Neonatal e 10 leitos de Cuidados Intermediários Neonatal (UCIN), no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, assim como a construção de 30 leitos de UTI e UCIN, no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, são amostras da melhoria nos hospitais do Estado”, afirma.

Com maior capacidade de atendimento e de resolutividade, o novo hospital de Picos deverá atender a uma população estimada de 500 mil pessoas do território Vale do Rio Guaribas. Pelo projeto final, o novo hospital terá 250 leitos e será o Centro de Referência Médica de Picos. Para retomar as obras, os recursos já estão garantidos: são R$40 milhões, sendo R$35 milhões de emenda parlamentar do deputado Assis Carvalho e R$ 5 milhões de recursos do Tesouro Estadual.

O hospital deve ser construído em duas etapas.  Na primeira, serão construídos 50 leitos, salas de cirurgias e UTIs, no primeiro pavimento. No projeto final, serão 250 leitos em três pavimentos.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade