ad16
CidadeGeral

Paulo Santana defende subprefeituras para Picos

Paulo Santana
Paulo Santana defende subprefeituras para Picos. Foto: Ascom

O publicitário e líder comunitário Paulo Santana defendeu a instalação de subprefeituras em Picos para que o município seja melhor contemplado com as ações do poder público. A ideia, segundo ele, nasceu da visão de que um governo municipal só poderá chegar a todos as localidades se for descentralizado.

O projeto defendido por Santana prevê a instalação de quatro subprefeituras (Zonas Sul, Norte, Leste e Oeste) atendendo as demandas da Zona Urbana e da Zona Rural. Em cada uma delas assumiria um secretário com poderes para executar as ações públicas. O modelo já é adotado na capital piauiense e em diversas outras cidades do Brasil e tem sido sucesso.

No Brasil as subprefeituras são divisões administrativas de alguns municípios, tais como São Paulo e Rio de Janeiro. A autoridade máxima do Poder Executivo em uma subprefeitura é o subprefeito, que normalmente é indicado diretamente pelo prefeito do município. Em outras cidades não há subprefeitos, a subprefeitura é apenas um meio de concentrar bairros semelhantes e instituir políticas públicas de acordo com a necessidade de cada região.

“Defendo a instalação de subprefeituras para que as ações sejam mais descentralizadas e cheguem mais divididas aos bairros”, afirma Santana. De acordo com ele é provável que mais de dez bairros, além de localidades da Zona Rural, cheguem ao final de 2011 sem nenhuma ação do poder público, após sete anos de mandato.

Segundo Santana, o projeto do orçamento popular (já defendido por ele) fica ainda mais completo com o funcionamento das subprefeituras. E ele faz uma reflexão: “Picos tem um orçamento aprovado para 2012 de quase R$ 120 milhões. Se 10% desse valor (R$ 20 milhões) fosse destinado para 50 localidades de nosso município, teríamos quase R$ 400 mil para cada uma, a população é que seria beneficiada” conclui ele.

Fonte: ASCOM

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade