ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesPolíticaTodas as Notícias

Pesquisa aponta Redes Sociais como base de informação dos picoenses

Em recente pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal mostrou que 79% dos brasileiros disseram receber notícias sempre através das redes sociais. O WhatsApp foi considerado como a principal fonte de informação das pessoas entrevistadas. Junto ao Facebook, a ferramenta é um que mais tem usuários no Brasil.

Em Picos, a pesquisa do Instituto Idealize que foi divulgada nesta quarta-feira(23), mostrando a preferência dos eleitores na cidade também perguntou qual era o principal meio de comunicação que eles usavam para se informar. A TV apareceu com percentual de 31,50%, o WhatsApp vem logo em seguida, com 18,50%, Facebook com 7,50 e Instagram com 6,75%.

Pesquisa em Picos

Metodologia da Pesquisa

A pesquisa do Instituto contou com 400 entrevistados sendo 47,4% do sexo masculino e 52,6% do sexo feminino e ao todo 40 bairros/povoados das zonas urbana e rural tiveram pessoas entrevistadas pelo instituto. A margem de erro é de 4,9 (para mais ou menos) e conta com nível de confiança de 95%.

Rede Social em alta

O que chama a atenção é que a soma dos resultados mostram as redes sociais com 32,75% de preferência dos picoenses como ferramenta de informação, desbancando os portais de notícias e rádios que ficaram com 17,25% e 14,50% respectivamente da preferência, totalizando 31,75%.

Cuidado com o que você compartilha

O acesso a internet e consequentemente as redes sociais criaram um espaço sem fim para a circulação de ideias, pensamentos e também de opiniões. Junto a essa imensidão do espaço virtual são instalados tribunais que levantam ou sepultam reputações sem o menor remorso. Quem tem acesso a internet tem acesso a brilhantes formadores de opiniões mas também podem entrar na mira de criadores de fake news, campanhas de ódio, agressões verbais, exposição da intimidade e até tentativa de homicídios quando usam as ferramentas para se aproximar da vítima.

Então no cenário colocado, é preferível que a população se informe através de meios que possa perder algo com erros ou dados imprecisos, como os jornais, tvs e portais de notícias. Faça checagem da informação recebida antes de compartilhar ou afirmar sobre o que você recebeu é de uma fonte segura. Não confie apenas no Diário do Zapzap, nas postagens do Facebook ou Instagram. Fica a dica!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui