ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralMunicípios

Pesquisa da CNM mostra a nova realidade política dos Municípios

CNM
CNM realiza levantamento sobre a realidade política dos municípios.

O calendário eleitoral prevê eleições municipais em 2012, nos 5.563 Municípios brasileiros para a escolha ou reeleição de prefeitos e vereadores. Em relação ao último pleito de 2008, foram registradas muitas mudanças motivadas por troca de partido, cassações, mortes naturais e até crimes praticados em algumas regiões. O quadro partidário que resultou do pleito de 2008 sofreu alterações. Partidos perderam prefeitos no troca-troca que se tornou comum nos últimos anos ou até mesmo pelo nascimento de novos partidos.

Com o objetivo de mostrar o novo cenário político nos Municípios, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, concede entrevista coletiva nesta segunda-feira, 13 de fevereiro, em Porto Alegre (RS).

O levantamento feito em todo o País pela CNM quantifica o número de prefeitos afastados e os motivos por trás disso, com registros que vão da troca por acordo partidário até os decorrentes de falecimento. Além do cruzamento de dados da CNM, entidades estaduais e TSE, os Municípios foram contatados individualmente pelos pesquisadores com o objetivo de esclarecer os motivos.

Eleições em 2008

O resultado final das eleições de 2008 mostrou que o PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro – foi o grande vencedor com a eleição de 1.199 prefeitos (21,6%), seguido do PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira – com 789 eleitos (14,2%) e, em terceiro, o PT – Partido dos Trabalhadores – com 553 (9,9%). Mas muito próximo destes números estavam o PP – Partido Progressista – com 549 (9,9%) e o DEM – Democratas – com 500 (9,0%).

A pesquisa vai detalhar como está a distribuição dos 5.563 Municípios por partido político agora, em 2012. De acordo com os dados, a maioria dos partidos perdeu força em relação a 2008 e o PSD, partido recém-criado, já conquistou dezenas de prefeitos.

CNM

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade