ad16
GeralPolítica

PI é o 2º em número de candidatos que só sabem ler e escrever

599 candidatos nas eleições municipais no Piauí registraram que sabem apenas ler e escrever.-Foto: Reprodução

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 599 candidatos nas eleições municipais no Piauí registraram que sabem apenas ler e escrever. Desses, dezesseis são postulantes ao cargo de prefeito. Nesse quesito, o Piauí só perde para Minas Gerais, com 18 candidatos a prefeito registrados como “analfabetos funcionais”.

Dos 16 que querem ser prefeito no Piauí sabendo ler e escrever, dois são do município de Boqueirão do Piauí: Gervásio Barbosa (PSB) e Raimundo Pinto (PTdoB) – o terceiro que disputa a prefeitura, Valdemir “Solteiro” (PT), tem o ensino fundamental incompleto.

O único candidato analfabeto que disputa prefeitura é Raimundo Nonato de Almeida Lima, do município de São Bernardo/MA.

Quando se observa somente os candidatos a prefeito, o nível de instrução evolui. Dos 545 com registro de candidatura, 259 possuem curso superior completo, 47,5%. Outros 34 estão fazendo curso superior, enquanto 132 (24%) possuem ensino médio completo.

Em Teresina, nove candidatos a vereador sabem ler e escrever, sendo sete deles do DEM, um do PMN e outro do PTB.

Dos mais de 10 mil candidatos do Piauí com registro efetuado no TSE, 11 se declararam analfabetos. Entre eles, um dos candidatos a vice-prefeito do município de Lagoa do São Francisco. Caso não seja alegado algum erro no registro da escolaridade, todos devem ter seu pedido para disputar as eleições negado.

As zonas eleitorais terão até o dia 5 de agosto para realizar a prova e aferir o nível de conhecimento dos candidatos.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade