ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Piauí é o 1º Estado com mais prefeitos cassados e que se mantêm no cargo

O Piauí é o Estado com mais prefeitos cassados que continuam no cargo no Brasil. A informação é de um levantamento feito por um site nacional que contabilizou 142 prefeitos cassados desde as últimas eleições em 2012. Segundo o site, o Brasil tem um prefeito retirado do cargo a cada oito dias pela Justiça Eleitoral. O dado de cassados no cargo e fora dele representa 4% do total de prefeitos eleitos em 2012 (5.568).

Na pesquisa, o Piauí possui 24 prefeitos cassados, sendo que apenas quatro estão fora do cargo e 20 permanecem no posto em razão de recursos por força de liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ou do próprio Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Tribunal Regional Eleitoral - Foto: ASCOM
Tribunal Regional Eleitoral – Foto: ASCOM

O Estado com mais prefeitos cassados é São Paulo com 32 gestores, seguido de Minas Gerais com 31 e Rio Grande do Norte com 28. Nestes estados, continuam no cargo 13, 12 e 14 respectivamente. No total, 99 foram cassados, mas se mantêm no cargo com liminares e recursos, a poucos meses de um novo pleito, que ocorre em outubro deste ano.

O levantamento nacional não leva em conta os prefeitos retirados do cargo pela Justiça comum ou pelas Câmaras municipais. Também não inclui os cassados em primeira instância que já conseguiram reverter a decisão em instância superior e não respondem mais a processo.

No Piauí

Segundo o TRE-PI, a maioria das cassações é por compra de votos, abuso do poder político e econômico, fraude, corrupção e improbridade administrativa.

Nos quatro municípios que já houve a troca de prefeitos apenas em Simões houve eleição suplementar. O prefeito eleito em 2012 Edilberto Abdias de Carvalho (PSB) teve o registro de candidatura indeferido ao ser acusado de prefeito itinerante, pleiteando o terceiro mandato seguido.  Em junho de 2013 teve nova eleição e Francisco Donizete Pereira (DEM) venceu e assumiu o cargo.

Já nos municípios de Lagoa Alegre, Esperantina e São Miguel da Baixa Grande, os segundos colocados assumiram o cargo. Sendo cassados Messias Moreira Elizardo (PTB), Lourival Bezerra Freitas (PSDB) e Afonso José Damásio da Silva (PSDB), respectivamente. Assumiram Gecimar Neves Borges Costa (DEM) em Lagoa Alegre, Vilma Carvalho de Amorim (PT) em Esperantina e Josimar Teixeira Moura (PMDB) em São Miguel da Baixa Grande.

Caroline Oliveira \Com informações do G1

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade