ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralTodas as Notícias

Piauí lidera ranking em infrações de pessoas que pilotam moto sem usar capacete

Ao todo, de janeiro a setembro deste ano, foram efetuadas um total de 53.981 notificações por desrespeito às normas viárias.

Os acidentes de trânsito são uma das principais causas de morte no Brasil. Mesmo assim, tem muita gente que anda de carro sem cinto de segurança, ou pior, pilota uma moto sem usar capacete. Esta última infração de trânsito deixa o Piauí na primeira posição no número de atuações, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) repassados pela Polícia Rodoviária Federal do Piauí em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (23/10).

Ao todo, de janeiro a setembro deste ano, foram efetuadas um total de 53.981 notificações por desrespeito às normas viárias. Desse total, 9.412 autos de infrações foram por não uso do capacete de segurança, 4.945 foram por ultrapassagens proibidas, 1.047 foram por alcoolemia ao volante, 1.768 por não uso do cinto de segurança e 4.147 por não possuir CNH ou permissão para dirigir.

A PRF em parceria com as policiais Civil e Militar estão aumentando o número de blitzen em todo o território piauiense visando conscientizar condutores e passageiros sobre a importância de práticas seguras e obediência às leis de trânsito.

Em relação a ocorrências criminais em vias federais piauienses, destacam-se a recuperação de 258 veículos com restrição de roubo e furto, contabilizando um aumento de 156% em relação ao mesmo período do ano passado e apreensão de armas de 39 armas de fogo, com aumento de 50%. A apreensão de 620 quilos de maconha e de 211 quilos de cocaína. Além de drogas e armas, a PRF apreendeu R$ 178.675,70, um aumento de 220% em relação ao mesmo período de 2018.

Os dados revelam números ainda mais preocupantes, de janeiro a setembro de 2019, a PRF verificou um aumento de 11% no número de acidentes graves nas BR’s do Piauí em relação ao mesmo período do ano passado. Este ano foram 397 acidentes graves contra 358 em 2018. As ocorrências de agora deixaram 1.160 feridos e 113 mortos.Os acidentes que mais resultaram em vítimas fatais foram as colisões frontais, que representaram 35,31% do total de ocorrências. Foram 72 acidentes com colisão frontal este ano. Em seguida aparecem os de colisão transversal, com 71 ocorrências. Colisões traseiras aparecem em terceiro lugar, com 53 casos.

Fonte: Ellyo Teixeira/OitoMeia

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade