ad16
GeralPolítica

Piauí realiza manifestação na luta pelo pré-sal

Piauí realiza manifestação na luta pelo pré-sal
Autoridades na luta pelo pré-sal. Foto: Ana Costa

O Piauí realizou manifestação em prol da divisão equânime dos royalties do pré-sal durante esta segunda-feira (28/11) no Karnak, sede do governo estadual. A manifestação é em apoio ao projeto apresentado no Senado pelo parlamentar Wellington Dias PL 448/2011

A manifestação reuniu prefeitos, deputados federais, estaduais e o senador0 Wellington Dias (PT/PI) que reclamam por justiça na distribuição dos recursos arrecadados com a exploração de petróleo na camada do pré-sal, numa área pertencente à União e, portanto, a toda nação, como explica o senador.

“Ninguém está querendo tirar recursos de ninguém, o que se quer é que se faça justiça quanto à divisão dos royalties numa área, que como determina a Constituição Federal, pertencente a toda a nação e, portanto, a todos os brasileiros”.

A ideia, conforme explica o senador, é que a partir desse encontro com lideranças seja realizada uma grande mobilização nos 25 estados com ampla participação popular, mostrando a importância dessa partilha de forma mais justa.

Também já está prevista uma mobilização de prefeitos em Brasília para o dia 30/11. “A expectativa é reunir mais de 3 mil prefeitos”, destacou o presidente da APPM (Associação de Prefeitos Piauienses), Francisco Macedo.

Todos os discursos convergiam para que o projeto que tramita agora na Câmara Federal seja votado ainda este ano. Os deputados federais presentes no ato (Assis Carvalho, Jesus Rodrigues, Júlio César e Marcelo Castro) teceram críticas com relação à uma comissão especial formada por 30 integrantes para discutir o projeto. De acordo com o deputado Assis Carvalho (PT/PI), dos 30 integrantes, 18 são parlamentares dos estados confrontantes – Rio de Janeiro e Espírito Santo.

O governador Wilson Martins enalteceu o trabalho do senador Wellington Dias, destacou apoio ao movimento e se comprometeu em reunir-se com os demais governadores do Nordeste para juntos se somarem aos outros governadores para realizar uma agenda específica de mobilização com os municípios e assim fazer valer um direito que é do povo brasileiro. “Trata-se de uma conquista legítima do povo brasileiro e do Piauí”, disse.

Fonte: Ascom

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade