ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesTodas as Notícias

Piauí reforça rede de saúde com 21 novos leitos de UTI

São 11 leitos no Hospital Natan Portella e outros 10 no HGV, montados com a chegada de 20 novos respiradores.

Os 20 novos respiradores mecânicos que chegaram ao Piauí, nessa quarta-feira (27), já estão sendo encaminhados para as unidades onde irão reforçar os leitos de unidade de terapia intensiva (UTIs) voltados para o atendimento de pacientes da Covid-19 em estado mais avançado da doença. Dos equipamentos, 11 já foram encaminhados para o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela e os outros nove foram encaminhados para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), garantindo um aumento de 21 leitos de UTIs na rede estadual de saúde. O HGV já dispunha de um respirador e com os novos que recebeu conseguiu montar 10 leitos de terapia intensiva.

Os equipamentos fazem parte de um total de 80 respiradores comprados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), no início do ano, quando o Governo do Estado começou a tomar medidas de prevenção e ampliação da rede de saúde ao se preparar para a chegada da Covid-19 no Piauí. Os equipamentos sofreram uma requisição administrativa por parte do Ministério da Saúde, e somente após decisão do STF, no dia 21 de maio, foram liberados para virem para o Piauí.

UTI

“Esses respiradores são alguns dos equipamentos mais cobiçados hoje no mercado, seja pela rede pública ou privada de saúde, e finalmente após a decisão do STF nós conseguimos trazer parte destes equipamentos para reforçar nossa rede. São itens essenciais para a montagem de leitos de estabilização e UTIs, além de garantir a assistência adequada de pacientes que foram infectados pela Covid-19 e apresentaram algum agravamento no seu quando clínico, precisando, assim, passarem por terapia intensiva”, explica o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

O gestor destaca ainda que as medidas tomadas pelo Governo do Estado e pela secretaria para expandir e ampliar a rede de saúde antes que o novo coronavírus chegasse de fato ao estado garantiram uma economia na aquisição dos equipamentos. “Os respiradores foram comprados por nós a um preço de R$ 49.000 cada um. Analisando o mercado hoje, observamos que este é um valor que não é mais praticado e que, em razão da nossa antecipação ao problema, conseguimos essa vantagem na hora da aquisição”, expõe o secretário.

Uma vez que as unidades já possuíam toda a estrutura dos novos leitos, faltando apenas a chegada dos respiradores para completar as unidades de terapia intensiva, a partir de hoje o Estado já contará com novos 21 leitos de terapia intensiva no enfrentamento à Covid-19. Além dos outros 60 equipamentos que devem chegar após a decisão da Justiça, o Estado também aguarda 100 outros respiradores vindos da Turquia, frutos de uma compra em conjunto com outros entes públicos.

“Nós continuamos buscando ampliar ainda mais nossa capacidade de terapia intensiva do estado, pois sabemos que é nosso dever garantir à população o direito de uma assistência à saúde de qualidade”, finaliza Florentino Neto.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade