ad16
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Piauí vai vacinar contra a Covid público geral de 18 a 59 anos

A partir de hoje, todas as doses de vacinas que chegarem ao Piauí 50% serão destinadas a vacinar a população a partir de 18 anos

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) vai disponibilizar 50% das doses de vacinas, que chegarem ao estado, a partir desta quarta-feira(09), para a imunização  da população de 18 a 59 anos, não contemplada no grupos prioritários. A decisão foi tomada durante à reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CiB). 

A Vacinação desse público será por ordem decrescente a partir dos 59 anos. O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto afirma que a decisão é para dar agilidade à imunização da população piauiense.

“A ideia do governador Wellington Dias é ampliar a vacinação nos 224 municípios imunizando a população adulta do Piauí até outubro deste ano. Neste início, pelo menos 50% das doses serão destinadas para a população geral sem comorbidades, em idade decrescente a partir de 59 anos”, disse o gestor. 

Secretário de Saúde do Estado, Florentino Neto – Foto: Ascom SESAPI


De acordo com o secretário, os municípios vão informar à população os grupos que devem ser vacinados por faixa etária. Ele destacou que o estado vem respeitando o Plano Nacional de Imunização, vacinando  primeiro as pessoas com comorbidades e depois seguindo o público de atividades essenciais. ” Todo nosso trabalho vem sendo desenvolvido em consonância com o PNI, e procurando junto aos municípios tornar mais célere a vacinação dos piauienses”, lembra Florentino Neto 

Também foi decidido na reunião da comissão, que 30% das vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Piauí serão usadas para dar sequência à imunização do público com comorbidades e deficiência e 20% para os grupos que forem reconhecidos pelos Conselhos Municipais de Saúde de cada cidade como prioritários. “Este reconhecimento de prioridade será feito pelos próprios municípios”, afirma o superintendente de Atenção à Saúde da Sesapi, Herlon Guimarães.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade