ad16
DestaquesTodas as Notícias

Piauiense é 2º youtuber mais influente do mundo

Uma pesquisa realizada em julho deste ano pela Snack Intelligence – divisão da rede Snack de canais no YouTube, que monitora e analisa o mercado audiovisual digital – apontou o piauiense Whindersson Nunes como o segundo youtuber mais influente do mundo, atrás apenas do sueco Felix Arvid Ulf Kjellberg, conhecido na internet como PewDiePie.

Whindersson Nunes- Foto: Reprodução

 

BANNER_TERRENOIS_SUSSUAPARA-1O Brasil possui quatro youtubers no top 10 de influência. Além de Whindersson Nunes, também figuram na lista: Felipe Neto, na 3ª posição, Julio Cocielo (CanalCanalha), no 6º lugar, e Felipe Castanhari (canal Nostalgia), em 7º.

A pesquisa leva em consideração diversos fatores, como engajamento, visualizações, número de inscritos, frequência de publicação e atividade do canal, entre outras. A cada youtuber foi atribuído uma pontuação que vai de zero a mil, com base nesses dados.

Com mais de 10 milhões de seguidores no YouTube, Whindersson Nunes começou a bombar na rede social fazendo análises engraçadas de acontecimentos do cotidiano e também fazendo paródias de hits nacionais e internacionais.

Entre as contas brasileiras no YouTube, Whindersson só possui menos seguidores que  o canal de humor Porta dos Fundos.

O sucesso na rede social deu um impulso na carreira de Whindersson fora do mundo virtual, multiplicando seu cachê e lhe proporcionando inúmeros contratos de publicidade com grandes empresas, como a operadora Oi.

Nascido em Bom Jesus, no Piauí, o humorista surgiu no cenário do humor nacional bem cedo, quando ainda tinha 18 anos de idade.

Recentemente, o humorista provocou revolta em parte da comunidade LGBT, que não gostou do trabalho que o piauiense fez ao lado do cearense Tirullipa – “Eu virei gay”, uma paródia da música “Eu sosseguei”, de Jorge e Mateus.

Entre seus últimos trabalhos também se destaca a dublagem de um dos personagens da animação “A Era do Gelo 5”.

Por: Cícero Portela/ Portal O Dia

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade