ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesMunicípiosTodas as Notícias

Piauienses “invisíveis” receberão auxílio do governo do Piauí

O auxílio emergencial no valor de R$200 mensais será pago por seis meses, segundo a governadora em exercício Regina Sousa.

A partir do mês de março o governo do Piauí garante que vai pagar auxílio emergencial para piauienses considerados “invisíveis” para programa sociais. Uma Busca Ativa está sendo realizada para identificar o número de família que estão no Cadastro Único, mas não recebem nenhum benefício.

O auxílio emergencial no valor de R$200 mensais será pago por seis meses, segundo a governadora em exercício Regina Sousa. De acordo com levantamento inicial, oito mil famílias que vivem em situação de extrema pobreza devem receber o benefício. 

O público- alvo é formado por pessoas que estão no Cadastro Único, do Governo federal, mas que não são beneficiadas com o Bolsa Família,  Benefício de Prestação Continuada (BPC) e nem com o auxílio emergencial.

De acordo com a governadora do Piauí em exercício, Regina Sousa, o governo vai entregar um cartão para as famílias que receberão o auxílio. Apesar do anúncio do benefício, o governo ainda não definiu a data que os pagamentos começarão, de fato.

Foto:Ccom

“O cartão é para as pessoas que não recebem nenhum benefício do governo federal. Quem recebe o Bolsa Família, por exemplo, não será contemplado. O objetivo é incluir aquelas pessoas que chamamos de invisíveis dentro dos programas sociais do governo federal”, explicou a governadora em exercício, Regina Sousa. 

PRO SOCIAL

Por meio do programa  PRO Social, a Secretaria Estadual de Assistência Social vai realizar uma busca ativa para identificação de famílias em situação de extrema pobreza e que ainda se encontram fora dos programas de transferência de renda no Piauí.

“A visita domiciliar é um ponto crucial na identificação das famílias para o Programa Busca Ativa, pois tem como objetivo maior a inclusão dessas em programas sociais estaduais e municipais”, explica a superintendente da SASC, Janaina Mapurunga. Os treinamentos continuam até a conclusão dos 45 municípios prioritários.  

Fonte: Cidadeverde.com

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade