ad16
DestaquesTodas as Notícias

Picos: Corpo de idoso é enterrado por outra família após ser trocado em hospital

O corpo do idoso foi trocado no Hospital Regional Justino Luz de Picos e acabou sendo enterrado por outra família no município de Simões.

Como se não bastasse a dor de perder seu ente querido, a família de Pedro Jorge Marciano, de 83 anos, ainda teve que passar por uma situação constrangedora nessa terça-feira (22). O corpo do idoso foi trocado no Hospital Regional Justino Luz de Picos e acabou sendo enterrado por outra família no município de Simões.

O filho da vítima, Arinaldo Veloso, informou que o seu pai foi internado no Hospital Regional de Picos no último domingo (20) após ser diagnosticado com Covid-19 e na terça-feira foi levado para a UTI, depois de apresentar dificuldade para respirar.

Horas depois, Arinaldo recebeu uma ligação para ir ao hospital e ao chegar lá recebeu a notícia que seu pai havia falecido.

“Após me recuperar da notícia da morte do meu pai, acionei a funerária para fazer a remoção do corpo. Um amigo meu de muito tempo de bairro e conhecia bastante meu pai trabalha na funerária e foi lá no hospital remover o corpo. Ao fazer o reconhecimento, ele constatou que não era o do meu pai e os funcionários disseram que não sabiam onde estava o corpo”, disse Arinaldo.

Arinaldo informou ainda que horas depois descobriu que o corpo do seu pai tinha sido levado enganado para a cidade de Simões no lugar de outro idoso, identificado como Amadeu de Carvalho, de 98 anos, que por pouco não foi enterrado enganado também.

Amadeu Francisco Carvalho  e Pedro Jorge Marciado, na sequência de fotos (Foto: arquivo pessoal)

Já na madrugada desta quarta-feira (23), o corpo de seu Pedro Marciano foi desenterrado e trazido de volta para Picos, onde foi sepultado na manhã de hoje.

O corpo do idoso Amadeu de Carvalho foi levado para Simões e após o reconhecimento da família foi enterrado.

Outro lado

A direção-geral do Hospital Regional Justino Luz esclarece que após tomar conhecimento de denúncia envolvendo troca de corpos ocorrida na noite desta terça-feira (22), instaurou uma Sindicância (Nº 04/2020) para apurar os fatos e, ao final da averiguação, caso seja comprovado erro e/ou dolo de funcionários do hospital, os mesmos sejam imediatamente penalizados.

O Hospital Justino Luz sempre prezou por uma logística rígida de seus protocolos de entrada e saída de pacientes, assim como, de liberação de corpos para os familiares, buscando humanizar a relação com seus usuários, e diante do fato ocorrido, pede desculpa às famílias.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade