ad16
DestaquesTodas as Notícias

Picos: Ministério Público apresenta projeto sobre rede de atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual

A plenária foi realizada na Câmara Municipal e reuniu diretores de escolas da rede municipal de ensino de Picos.

O Ministério Público Estado do Piauí, por meio da promotora Romana Leite Vieira, apresentou, nesta sexta-feira (10), um projeto sobre a rede de atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual na cidade de Picos. A plenária foi realizada na Câmara Municipal e reuniu diretores de escolas da rede municipal de ensino de Picos.

Intitulado de “Compartilhando Compromisso na rede de atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual na cidade de Picos”, o projeto é uma idealização do Ministério Público, em parceria com o Poder Judiciário e demais órgãos de proteção das crianças e adolescentes vítimas de agressão sexual.

Segundo a promotora Romana Leite Vieira, o objetivo do projeto é fortalecer a rede que já existe e facilitar a comunicação entre os órgãos. “Também foi criado um fluxo grande de atendimento para que as crianças e adolescentes fossem integralmente atendidos e não precisam contar o seu depoimento mais de uma vez. Através desse projeto lançamos uma cartilha para que a sociedade tenha conhecimento quais são os órgãos de proteção, onde procurar ajuda e saber do que se trata”, disse.

Promotora Romana Leite Vieira – Foto: Romário Mendes

Romana informou ainda que durante a reunião os diretores das escolas municipais conheceram um pouco mais sobre o projeto e assim possam inseri-lo no plano pedagógico de 2022. “Ficou deliberado hoje na reunião que em março nós iremos fazer um cronograma anual das atividades a serem desenvolvidas nas escolas junto com os pais, professores e alunos”, pontuou.

A secretária de Educação de Picos, Noêmia Marques, declarou que o município abraça o projeto do Ministério Público. “Estamos imbuídos do mesmo objetivo de aplicar esse projeto nas escolas com o apoio dos nossos gestores. Vamos trabalhar em parceria com o Ministério Público, Conselho Tutelar e só temos a agradecer essa iniciativa desses órgãos”, frisou.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.