ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Pipeiros do Sertão do Piauí denunciam que não recebem há quatro meses

Os pipeiros do estado do Piauí (donos de caminhões-pipas) que abastecem as famílias que moram na zona rural do Sertão estão reclamando três meses de salário atrasado. Uma dessas pessoas que estão se sentindo prejudicadas é o empresário Flávio Paes Landim. Segundo ele, desde novembro que nada foi pago.

“Sou proprietário de um desses caminhões que realizam o abastecimento em lugares afetados pela seca. Desde novembro que estou sem receber. Faço o abastecimento nas cidades de São Raimundo Nonato e São Braz do Piauí. O contrato é renovado a cada três meses de prestação de serviço e o valor que me devem chega a R$ 33 mil”, relatou.

pipeiros

Ainda segundo o empresário, sem poder mais realizar os serviços, algumas comunidades já estão sendo desabastecidas. “Com o valor eu pago os motoristas, combustível e faço a manutenção de caminhões. Nem os postos estão querendo vender para a gente porque não sabem quando irão receber. Já procurei o exército, que é responsável pela contratação dos serviços, mas eles só informam que o ministério da integração não repassou o dinheiro ainda”, afirmou Flávio Paes Landim.

Outro motorista que preferiu não se identificar também relatou que está com o mesmo problema, sem receber salários há três meses. “Estamos desde novembro sem receber um centavo. A nossa situação é crítica e o pior de tudo, quem vai sofrer mais é o sertanejo, que precisam dos nossos serviços para sobreviver”, contou.

O G1 tentou por telefone falar com a assessoria do Ministério da Integração Nacional, responsável pela contratação dos serviços dos pipeiros, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto até às 17h30 desta sexta-feira (12).

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade