ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralPolícia

Polícia Civil já apreendeu mais de 300kg de drogas no Piauí em 2014

A Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE) apreendeu entre janeiro e os primeiros 15 dias de dezembro mais de 300 quilos de drogas no Piauí. O destaque ficou por conta da entrada de dois novos produtos em circulação: o LSD e a “supermaconha”.

Além de drogas, a Delegacia de Entorpecentes também apreendeu em 2014 vários veículos, incluindo carros de luxo. No pátio da unidade, há mais de 70 motos, além de uma dezena de carros – entre eles, um importado que foi apreendido em Piripiri com 130 quilos de cocaína.

Delegado Willame Moraes - Foto: Reprodução/ Cidade Verde
Delegado Willame Moraes – Foto: Reprodução/ Cidade Verde

Com a entrada dessas novas drogas, mudou o perfil do usuário também. A droga sintética, no caso o LSD, tem como consumidor pessoas de padrão elevado, geralmente universitários, empresários e profissionais liberais. Ela é mais utilizada em bares e boates da zona Leste, enquanto o crack está concentrado na periferia”, explicou no Notícia da Manhã desta sexta-feira (19) o delegado Willame Moraes.

Apesar da grande quantidade de droga e veículos apreendidos, Willame Moraes lamentou a estrutura limitada da Delegacia de Entorpecentes, mas se mostrou entusiasmado com a futura gestão da Secretaria de Segurança e da Delegacia Geral da Polícia Civil, que serão assumidas por Fábio Abreu e Riedel Batista, respectivamente, a partir de janeiro.

“A estrutura da Entorpecentes é muito pequena. A próxima gestão vai ter no mínimo seis delegados. Isso é muito bom, principalmente porque houve um aumento considerável do tráfico de drogas no Estado”, argumentou o delegado. “O tráfico tem uma grande característica: é bem organizada, desde a pessoa que vai entregar a droga até os grandes fornecedores. O Estado tem que estar bem mais organizado que os traficantes”, complementou.

Na última segunda-feira (15), também em entrevista ao Notícia da Manhã, Fábio Abreu definiu o combate ao tráfico de drogas como prioridade para a sua gestão. “A ideia é ter 10 delegados de entorpecentes. A maioria dos crimes está relacionada com o tráfico. Então esse vai ser o grande carro-chefe da Segurança Pública”, comunicou. “As medidas que temos que tomar são para conter os índices de violência. O objetivo é estancar essa crescente de homicídios e mortes em geral. Isso é muito prejudicial para nossa sociedade”, disse.

Com informações da TV Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade