ad16
PolíciaTodas as Notícias

Polícia Civil prende sete integrantes de quadrilha suspeita de assaltar bancos no PI e MA

A Polícia Civil do Estado do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), deflagrou na manhã desta quarta-feira (22), a Operação Tinguis, no intuito de dar cumprimento a 22 mandados judiciais. O foco é uma organização criminosa que atua em explosão e roubo a bancos. Sete pessoas foram presas no início da manhã.

Dos mandatos, 9 são de prisão temporária e 13 de buscas e apreensões, sendo 08 em Teresina(PI), 01 em Jerumenha (PI), 03 em Timon (MA) e 01 em Parnarama (MA).

Operação Tinguis
Operação Tinguis

Entre os crimes praticados pela organização criminosa investigada estão as explosões dos postos de atendimento do Banco Bradesco dos municípios de Jerumenha (PI) e Marcos Parente (PI), ocorridos no mês de setembro; explosão na Caixa Econômica Federal de Timon (MA), em agosto, e Bradesco de Duque Bacelar (MA), ocorrido no dia 07 de novembro.

Entre os integrantes estão Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierri de Sousa Pinto e Cláudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, que foram presos em flagrante delito no dia 19 de setembro de 2017, em Teresina, após terem sido abordados com explosivos, armas de fogo e drogas.

Preso na Operação Tinguis
Preso na Operação Tinguis

Warlon Thierri e Diego são naturais de Minas Gerais. Eles já foram condenados em primeira instância a 10 anos e 4 meses de prisão, por explosão e roubo no Banco do Brasil da Avenida João XXIII, no ano passado.

De acordo com o Greco, apesar de parte da organização criminosa ter sido presa, não se cessou o planejamento de crimes, entre eles se destaca a que ocorreu no dia 07 de novembro de 2017, em Duque Bacelar (MA), onde um dos investigados, identificado como Eulaniel da Cruz Sousa, vulgo Niel, foi morto em confronto com a polícia, após explodir o Banco Bradesco daquele município.

O nome da operação é em homenagem ao município de Marcos Parente, que foi fundado no lugarejo conhecido como Tinguis.

A ação conta com apoio da Diretoria de Inteligência, Delegacia de Homicídios de Teresina, Delegacia Regional de Floriano, Delegacia de Altos, Delegacia Regional de Guadalupe e da 18ª Delegacia Regional de Polícia Civil do Maranhão (Timon).

Fonte: Vi Agora
Foto: Divulgação

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade