ad16
PolíciaTodas as Notícias

Polícia prende cinco acusados de matar delegado

[ad#336×280]A Polícia Civil do Ceará confirmou que mais duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento na morte do delegado Lucas Craveiro, da Polícia Civil do Piauí. Com isso, sobe para cinco o número de presos no assassinato ocorrido nesta segunda-feira (17).

Entre os presos está Lindoval Vicente da Silva, 26 anos, que já responde por receptação. Segundo a Polícia Civil do Ceará, ele foi baleado pelo delegado Lucas Craveiro e buscou socorro no Hospital do Maracanaú, onde foi preso e transferido para o Instituto Doutor José Frota. Lá ele segue preso e escoltado pela polícia.

Também foram presos Pedro Paulo Alves dos Santos, 24, os irmãos Francisco Rodrigo Marques Silva, 22 e Francisco Renato Marques Silva, 21, (com passagem na polícia por porte ilegal de arma de fogo e receptação), e Francisco Antônio Vieira da Silva, 34 anos (que já responde por homicídio). Todos vão responder por latrocínio, formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo e roubo qualificado.

20140317155614_6fe43

Acusados da morte de delegado em Fortalece-CE
Acusados da morte de delegado em Fortalece-CE

A polícia cearense apreendeu com os acusados dois revólveres calibre 38 usados no crime, além de uma pistola ponto 40, que é a arma do delegado, várias munições e ainda material de outros assaltos, como um notebook, celulares, relógios e carteiras. O carro usado na ação, um Fox de placa HYR-7694, foi apreendido. O veículo foi roubado horas antes da morte do delegado.

Postada às 13h54
O delegado geral do Ceará, Andrade Júnior, confirmou no final da manhã desta segunda-feira (17) que os acusados de executarem o delegado de Esperantina, Lucas Craveiro Alves, na cidade de Fortaleza, foram presos. A Delegacia de Homicídios divulgou também que Craveiro reagiu ao assalto e foi alvejado com seis tiros.

Um dos presos, que foi alvejado por Lucas durante a ação foi capturado no início da manhã de hoje (17), no hospital onde buscou atendimento.

A polícia cearense não tem dúvidas de que se trata de latrocínio. A arma de Lucas foi levada. “Conseguimos efetuar a prisão dos três. Sem dúvidas foi latrocínio. Entramos em contato com o delegado James Guerra [delegado geral do Piauí] porque existia a possibilidade, por conta dos crimes que ele solucionou no Piauí, de que a motivação fosse outra. Mas, com a prisão do primeiro, conseguimos chegar aos demais, que estavam escondidos em uma casa na periferia de Fortaleza. A arma do delegado foi encontrada, além de outras duas, possivelmente usadas no crime”, disse Andrade Júnior, por telefone durante o Jornal do Piauí. As armas foram encaminhadas para a perícia.

O delegado que investiga o caso, Luis Carlos de Araujo Dantas, da Delegacia de Homicídios cearense, informou que está praticamente elucidado o crime e que aguarda agora o resultado da perícia. “É quase 100% certo que foi latrocínio. A investigação nos leva a dizer que ele reagiu ao assalto e foi alvejado”, afirmou.

Segundo Andrade Júnior, o delegado Lucas lanchou com amigos em um lanchonete na avenida Washington Soares, bairro Guararapes, e saiu por volta das 4h. Antes de chegar ao carro, Lucas foi surpreendido pelo primeiro acusado e reagiu. Ao trocar tiros com o primeiro, os outros dois revidaram e Lucas foi alvejado com seis tiros pelas costas.

Andrade Júnior ressaltou que a polícia cearense foi ágil e trabalhará a investigação para que o inquérito possa ser sólido. “A polícia do Ceará deu resposta imediata e a tempo para que eles possam pagar pelo crime cometido contra o colega. Pela forma como está sendo conduzida a investigação, vamos colher todas as provas necessárias para que o Ministério Público possa oferecer a denúncia com firmeza para que eles possam permanecer presos e paguem pelo crime”, finalizou o delegado geral cearense.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade