ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesMunicípiosPatos do PiauíPolíciaTodas as Notícias

Polícia prende suspeito de ter matado travesti

Um dos suspeitos de participar do homicídio de Aurinete Sousa, morta na madrugada de terça-feira (1º) no povoado Cajueiro, zona rural do município de Patos do Piauí, foi detido pela polícia na tarde desta terça-feira. Segundo informações do comandante da Polícia Militar de Picos, coronel Edwaldo Viana, a vítima teria dito o nome do suspeito antes de morrer.

No momento da prisão, o suspeito de envolvimento no crime, identificado como Justino da Costa Figueiredo, revelou o nome de outros dois homens que também teriam participado do assassinato. Segundo o comandante da PM, os três envolvidos e a vítima estavam bebendo em um bar, localizado no povoado Cajueiro, e por volta de 1h da madrugada, a vítima foi levada até uma rua deserta, na entrada da localidade Morro da Onça.

Jovem homossexual é morto a facadas por trio em Patos do Piauí
Jovem homossexual é morto a facadas por trio em Patos do Piauí

Morte perto de casa

No local, que fica apenas a 50 metros da casa onde Aurinete Sousa residia com a família, Justino e outro homem, identificado apenas como Assis, teriam segurado a travesti, enquanto um terceiro envolvido, identificado como David, teria desferido o golpe atingindo o pescoço da vítima. Aurinete conseguiu fugir e chegar em casa. Ela foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Picos, mas não resistiu.

Ainda de acordo com o comandante Edwaldo Viana, a motivação do crime seria transfobia, que é o preconceito e a intolerância contra pessoas travestis e transexuais, que pode ser manifestado pelas mais diversas formas de violência, entre elas a violência física. “Eles mataram a vítima apenas por ser uma travesti. Nós conversamos com pessoas que viram os três bebendo e eles afirmam que não havia nenhum motivo para terem cometido esse crime”, destaca o comandante.

A Polícia ainda está em diligência em busca dos outros dois suspeitos de terem participado do crime. O homicídio será investigado pela Delegacia de Jaicós.

Fonte: Portal O Dia

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade