ad16
GeralMunicípios

Prefeitos e órgãos de trânsito discutem acidentes com motociclistas

Encontro de prefeitos na APPM

Na data em que se comemora o Dia do Motociclista, a Associação Piauiense de Municípios (APPM) e o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) realizam um encontro com prefeitos para discutir a problemática dos acidentes envolvendo motos no Estado. A programação, que se estende durante todo o dia na sede da APPM, teve início no bairro Dirceu Arcoverde, na zona Sudeste, com uma blitz educativa e um café-da-manhã para motociclistas.

Participam também do evento os órgãos ligados ao Sistema Nacional de Trânsito, como a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Companhia Independente de Trânsito (Ciptran). O objetivo principal do evento é discutir soluções para a redução de acidentes, bem como o processo de municipalização de trânsito.

De acordo com o diretor geral do Detran, José Antônio Vasconcelos, é preciso o apoio das prefeituras para que ações sejam pensadas e executadas em cada município. “Quem mais conhece o problema do trânsito na sua cidade é o prefeito. É preciso absorver a idéia e ver o lado positivo. Com a criação de um órgão de trânsito no município, há geração de empregos, recolhimento de impostos, e o mais importante, que é o cuidado com a vida dos cidadãos. Estamos conclamando os prefeitos para entrar nessa “guerra” contras os acidentes e assumirem essa responsabilidade”, ressaltou o diretor.

O Piauí tem hoje apenas oito municípios com o trânsito municipalizado, dos 224 existentes. Além da capital, as cidades de Parnaíba, Piripiri, Campo Maior, Floriano, Picos, Corrente e Uruçuí, já aderiram ao processo de municipalização.
Para o prefeito de Campo Maior, Paulo Martins, a discussão junto aos gestores é fundamental para a melhoria do trânsito no Piauí. “ O trânsito não tem duas vias. Ou o condutor anda corretamente ou os acidentes serão causados. Não podemos deixar que vidas sejam perdidas e isso também é uma responsabilidade nossa, dos prefeitos”, concluiu.

Números
Em todo o ano de 2010, mais de sete mil motocicletas estiveram envolvidas em acidentes nas vias municipais, rodovias estaduais e federais do Piauí. Os homens são as maiores vítímas, com 1054 mortes, enquanto foram registradas 179 mortes com pessoas dos sexo feminino. O Piauí é o único estado da federação que faz o acompanhamento das vítimas de acidentes até 30 dias após a ocorrência.

Por Záira Amorim

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade