ad16
DestaquesEsporteTodas as Notícias

Presidente da SEP comenta sobre situação financeira do clube

A diretoria vem sendo cobrada pela torcida picoense nos últimos dias sobre a transparência com os recursos do clube.

Em entrevista à imprensa na manhã desta segunda-feira (22), o presidente da Sociedade Esportiva de Picos (SEP), João Victor Lopes Pinheiro, comentou sobre a situação financeira do clube. A diretoria vem sendo cobrada pela torcida picoense nos últimos dias sobre a transparência com os recursos do time.

Com a vitória sobre o Atlético-AC na última quarta-feira (17), o Zangão vai receber uma cota de R$ 675 mil por chegar à segunda fase da Copa do Brasil. O time picoense já havia garantido R$ 560 mil pela participação na primeira fase, somando no total R$ 1 milhão e 235 mil para os cofres do clube. No entanto, sem receber ajuda financeira da Prefeitura de Picos até o momento e com dívidas para pagar, a SEP ainda terá dificuldades para cobrir os gastos até o final da temporada.

Presidente da SEP, João Victor Lopes Pinheiro – Foto: Romário Mendes

Sobre o valor total das cotas da Copa do Brasil que o clube irá receber, João Victor Lopes informou que tem um desconto de 10% e ainda teve a despesa de R$ 23 mil com a arbitragem e a premiação de R$ 100 mil aos atletas. “Não se fala que SEP tem dois alojamentos, tem dívidas diárias, que tem supermercado para ser feito e não se fala que o custo de viagem e hospedagem no estadual custou R$ 64 mil. Então dentro desse todo esses gastos, o pessoal só se fala no montante e não se fala no que vem sendo debitado. Ainda nem recebemos esses valores. Para montar o time tivemos que pegar emprestado”, completou.

João Victor informou que além das dívidas trabalhistas, a SEP deve também R$ 97 mil a Receita Federal com dívidas ainda de 1993 e 1994.

O cartola pede paciência e cautela dos torcedores quanto as cobranças sobre os recursos do time. “Eu acho que tem que ter uma cautela e uma paciência na hora de criticar e buscar os motivos da gente fazer algumas colocações”, disse.

Ainda segundo o presidente, o Zangão tem um gasto de R$ 132 mil mensal, incluindo aluguel dos imóveis para hospedagem dos jogadores, alimentação, energia, fornecedores e a folha salarial dos jogadores e comissão técnica.

O presidente declarou também que foi entregue aos vereadores uma planilha informando os gastos do clube.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.