DestaquesPolícia

Preso aprovado no ENEM em Picos depende de decisão judicial para cursar

[ad#336×280]Detento que passou no vestibular anunciado pela Secretaria Estadual de Justiça na última terça-feira, 22, depende de decisão judicial para assistir as aulas. Ele passou para o curso de Sistemas de Informação do Instituto Federal

de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (Ifpi) para o período de 2013.1. O preso possui mais de 50 anos, sem idade exata e nome divulgado.

Segundo Rosângela Queiroz, diretora de humanização da Secretaria Estadual de Justiça, o detento recebe a visita de uma companheira, possui bom comportamento, participa das aulas e tem índole tranquila. Ele está preso em regime fechado, em Picos, cometeu crime hediondo de estupro contra ente da família e foi condenado a 34 anos de prisão.

O detento precisa de autorização judicial para cursar as aulas universitárias. De acordo com Rosângela Queiroz, será enviado requerimento para o Ministério Público da União e esperar manifestação do juiz que avaliará o caso. “Faremos o trâmite na próxima semana. Enviaremos requerimento, provocando o poder judiciário e o Ministério Público a se manifestar. A secretaria vai comunicar administrativamente o fato”.

A Secretaria Estadual de Justiça realizou a matrícula do encarcerado. Rosângela aponta intenção de estender a estrutura de ensino no sistema carcerário do estado. “Em 2013, a Secretaria de Justiça vai junto com a Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Piauí- Seduc instituir o curso preparatório para o Enem. O Enem possibilita não só o ingresso na universidade, como também a certificação de conclusão do ensino médio, para presos do ensino fundamental”, revela a diretora. “Esse ano nós vamos ampliar o número de salas de aula na Colônia Agrícola Penal Major Cesar Oliveira, Penitenciaria Regional ‘Irmão Guido’ e Casa de Detenção Provisória ‘Dom Inocêncio Santana'”, completa.

O detento foi um dos 47 internos dos presídios piauienses que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio 2012, e, desta forma, puderam candidatar-se a uma vaga no Ensino Superior por meio do Sisu, o Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação.

Além do detento aprovado, outros três ficaram classificados no Sisu, depois de obterem notas entre 300 e 500. Ao todo, 23.665 detentos realizaram as provas do Enem em todo o País. No Piauí, o exame foi realizado nas Penitenciárias Femininas de Teresina e Picos, Presídio Regional de Picos e na Penitenciária Regional de Floriano (Vereda Grande).

As provas foram aplicadas nos dias 4 e 5 de dezembro e as regras para os detentos foram iguais às dos demais participantes do Enem. A Secretaria de Justiça informa que, atualmente, 10,2% da massa carcerária do Piauí encontra-se em sala de aula. Aproximadamente 60 professores lecionam para os detentos desde a alfabetização até o Ensino Médio. Fonte: Jornal O Dia

Tags
LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também