ad16
AutoPECASonline24.pt
CidadeDestaquesPolícia

PRF realiza operação em Picos e apreende motos

Motos apreendidas em Picos - Foto: Edivan Araújo/AgoraEd
Motos apreendidas em Picos - Foto: Edivan Araújo/AgoraEd

Durante todo o dia de ontem (10), uma equipe de Operações da Polícia Rodoviária Federal realizou fiscalização principalmente a motociclistas através da campanha “Moto Vida”. A ação tem com objetivo ampliar a divulgação da campanha e da ação que faz parte do PARADA – Pacto Nacional pela Redução de Acidentes, que conta com o apoio e a participação de entidades, empresas, governo e sociedade. A campanha lançada em janeiro visa estimular a atitude responsável de motociclistas e motoristas com o crescimento da frota de motos no país.

De acordo com o inspetor Marcelo, a equipe da PRF está na cidade desde quinta (09) participando da Operação Segor da Polícia Civil que prendeu 16 pessoas. Segundo ele, a fiscalização é rigorosa e todo veículo ou condutor que estiverem irregulares serão aplicadas as penalidades da lei, com apreensão de carros e moto.

“A campanha já está trazendo resultados, já que tem aumentado o número de veículos apreendidos, o que termina conscientizando os demais condutores”, disse o inspetor da PRF.

O aumento no número de acidentes de trânsito acompanhou o aumento da frota. Segundo o Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde, entre 2002 e 2010 o número total de óbitos por acidentes com transporte terrestre cresceu 24%: passou de 32.753 para 40.610 mortes. Do total de vítimas fatais neste ano,25% delas envolveram-se em ocorrências com motocicletas.

De 2002 a 2010, a quantidade de óbitos ocasionados por acidentes com motos quase triplicou no país, saltando de 3.744 para 10.134 mortes. Casos de invalidez permanente entre motociclistas se multiplicam, passando de 31 mil para 166 mil, entre 2005 e setembro de 2011. Segundo informações do Seguro DPVAT (seguro obrigatório pago pelos proprietários de automóveis), nos nove primeiros meses de 2011, mais de 70% dos acidentados eram motociclistas e em idade economicamente ativa (entre 18 e 44 anos).

Campanha – Com o mote “Moto. É preciso saber usar. É preciso respeitar.”, a campanha do Ministério das Cidades busca incentivar um comportamento pacífico e responsável dos motociclistas e motoristas no trânsito. A segurança destes condutores depende, principalmente, do respeito às leis de trânsito, do uso de equipamentos de segurança e de ações responsáveis para que todos tenham seu espaço no trânsito.

A campanha busca considerar características particulares de cada região do Brasil. É na cidade pequena que esse papel de protagonista se torna mais evidente. Mais de 80% da quantidade de motocicletas e motonetas registradas no Nordeste está fora das capitais. Em 12 municípios nordestinos, todos com menos de 30 mil moradores, elas já representam 90% ou mais da frota total de veículos, incluindo ônibus, caminhões e até

COm informações do AgoraEd

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade