ad16
GeralTodas as Notícias

Produtores de Valença recebem Garantia Safra depois de seca

Agricultores da cidade de Valença do Piauí, sul do Estado, já começaram a receber as parcelas do seguro Garantia Safra. O programa, formado por contribuições do governo federal, governo do Estado, prefeituras e agricultores, contempla agricultores familiares com perdas superiores a 50% da safra. São R$ 850 depositados em cinco parcelas de R$ 170 pelo governo federal, direto na conta do trabalhador cadastrado.

A concessão do valor acontece após avaliação e laudo técnico emitido pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário. Em Valença, no povoado Santa Rosa, 120 trabalhadores são beneficiados com o seguro. “Ajuda a pessoa a preparar a outra safra. Vai ajudando a manter. Não dá, mas ajuda”, comentou a agricultora Lucilene Silva. O seguro também vai colaborar com a retomada na vida do agricultor Antonio Araújo, também com perdas na safra.

Valença do Piauí - Foto: Arquivo
Valença do Piauí – Foto: Arquivo

“Nós tivemos uma perca de 90 a 95%. Tudo isso pela escassez de chuvas”, disse o agricultor. Tem direito ao seguro agricultores familiares que plantem feijão, milho, arroz, mandioca e algodão. A adesão é feita um ano antes da safra com o pagamento das contrapartidas por parte do agricultor e governos federal, estadual e municipal. Pelo quinto ano os agricultores de Valença tem acesso ao Garantia Safra, devido a falta de chuvas.

Na cidade são 1138 agricultores com acesso ao benefício, mas estima-se que a população rural mapeada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é pelo menos 4 vezes maior. “Para o IBGE tem essa quantidade de pessoas. Só que somos aproximadamente 5 mil pessoas no município de Valença. Para o governo só vale o que está no censo do IBGE”, lamentou o agricultor Francisco Xavier. Em todo o Piauí são mais de 120 mil agricultores aptos para receber o Garantia Safra.

Mesmo após 5 anos de seca a expectativa dos agricultores para a próxima safra é positiva. “Deus queira que venha chuva e a gente plante logo no início de janeiro”, ressaltou o agricultor Ananias Bezerra. A participação do agricultor é condicionada também a não ter renda familiar mensal superior a 1,5 salário mínimo; efetuar a adesão antes do plantio; e não deter área superior a quatro módulos fiscais.

G1 Piauí

LER MATÉRIA COMPLETA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também