ad16
Educação

Trabalhadores da educação queimam proposta do governo

Odenir
Odenir de Jesus - SINTE-PI

Os trabalhadores em educação no Piauí realizaram hoje (8) uma manifestação de protesto contra a proposta do Governo do Estado. Eles foram até o Palácio de Karnak e a manifestação culminou com a queima da proposta do governo na Frei Serafim.

A categoria avalia que o governo “quer acabar com a gratificação de regência dos professores e se recusa a cumprir a lei do Piso Nacional da Categoria”.

“O governador tenta enganar os trabalhadores em Educação e a população do Piauí dizendo que vai pagar o piso nacional, mas que por baixo dos panos, apresentou uma proposta onde não há nenhum centavo sequer de aumento  para a categoria”, afirma Odeni Silva, presidente do Sinte-PI.

“O que há de concreto é um projeto de lei pronto para ser encaminhado aos deputados na Assembleia Legislativa,  onde termina de retirar o único direito que resta  entre as gratificações que existiam no plano anterior – a regência dos professores”, afirma Odeni Silva.

Alepi  

Durante a assembléia, foi aprovado um novo protesto a ser realizado no dia 14 de março, no mesmo dia em que terá início uma greve nacional na defesa do Piso. A concentração será às 9 horas em frente ao Palácio do Karnak. Os trabalhadores deverão seguir pela Frei Serafim até a Assembleia Legislativa onde os deputados serão procurados um a um para que tomem conhecimento da proposta do governo.

Homenagem 

Durante a manifestação a direção do sindicato fez uma homenagem as mulheres trabalhadoras em educação, que são cerca de 90% da categoria, no dia de hoje, 08 de março – Dia Internacional da Mulher.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade