ad16
Geral

Quatro médicos cubanos saíram do PI; Estado recebe mais 240 em março

A coordenadora do Programa Mais Médicos no Piauí, Dorcas Lamounier, esclareceu que não três, mas quatro médicos cubanos desistiram da atividade no Estado, todos por problemas pessoais relacionados à saúde.

coordenadora do Programa Mais Médicos no Piauí, Dorcas Lamounier - Foto: Reprodução/Cidade Verde
coordenadora do Programa Mais Médicos no Piauí, Dorcas Lamounier – Foto: Reprodução/Cidade Verde

“Essa desistência está dentro do esperado. Ao todo, 25 médicos cubanos desistiram de trabalhar no Brasil, 17 por motivos de saúde. Entre os não cubanos, 85 desistiram, sendo 81 brasileiros”, acrescentou a coordenadora, em entrevista ao Notícia da Manhã desta quinta-feira (13).

Dorcas explicou que das quatro vagas que surgiram com as desistências, duas já foram preenchidas e as outras serão ocupadas em março, com a próxima remessa de médicos estrangeiros.

“Dois já foram remanejados de outros municípios, mas no início de março receberemos mais 240 médicos. Unidos com os 212 já existentes, teremos mais de 400 profissionais que irão suprir 100% dos municípios que solicitaram médicos”, destacou a gestora.
Dorcas, entretanto, ressaltou que o número ainda não é suficiente para sanar os problemas da área de Saúde no Estado. “Claro que vai melhorar. Esses médicos irão fazer muita diferença nos municípios, mas precisamos de três ou quatro vezes mais para sanar o problema”, finalizou.
Fonte: Cidade Verde

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade