ad16
DestaquesTodas as Notícias

Reduz em 54% as mortes por covid no estado em comparação com mês passado

Os dados mostram quem em junho 2020 o Piauí registrou 556 mortes por Covid-19. Em julho do mesmo ano foram 667. Já em 2021, junho contabilizou 433 mortes e julho, 195.

Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) revelam que o Piauí tem registrado quedas significativas no número de mortes por Covid-19. Segundo o balanço, por exemplo, nestes últimos dois meses de julho e junho a redução de óbitos foi de 54% em relação ao mesmo período de 2020.

Os dados mostram quem em junho 2020 o Piauí registrou  556 mortes por Covid-19. Em julho do mesmo ano foram 667. Já em 2021, junho contabilizou 433 mortes e julho, 195. 

Na quarta-feira (28) o Cidadeverde.com analisou dados e mostrou que o mês de julho tem registrado o menor número de mortes por Covid-19 desde maio de 2020, quando foram notificados 159 óbitos.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, atribui a redução à vacinação contra a Covid-19. De acordo com dados do Vacinômetro da Sesapi, 1.319.743 piauienses já receberam a primeira dose dos imunizantes, que representa 40,22% da população. Já o percentual de pessoas que foram vacinadas com duas doses é de 15,80%.

“Percebemos claramente a importância da vacinação para o enfrentamento da pandemia, seja no quesito internações hospitalares, que atingiram patamares mais baixos e, principalmente, na diminuição de óbitos. Temos verificado uma queda percentual significativa no número de óbitos, e que, sem dúvida nenhuma, é resultado da vacinação, que representa nesse momento a possibilidade de dias melhores. Esperamos que esse número se reduza cada dia mais, mas para isso precisamos que a população use máscara, higienize as mãos e mantenha o distanciamento social”, ressalta o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

O secretário também voltou a pedir que as pessoas que já estão no prazo para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid retornem aos postos de vacinação. Florentino também criticou quem quer escolher marca de vacina e reafirmou que todas usadas no  Brasil são eficazes. 

“A vacinação é fundamental para a redução do número de mortes. Por isso pedimos que as pessoas de todos os grupos, que assim que chegar sua data procure o seu local de vacinação, não escolha vacina, pois todas são eficazes contra a doença e complete o ciclo com as duas doses, pois só assim conseguiremos vencer essa pandemia”, disse. 


Izabella Pimentel/Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade