ad16
DestaquesMunicípiosPaulistana

Reservatório de Paulistana sai de 11% para 80% em uma semana

[ad#336×280]Depois de um grande período de estiagem a chuva volta a cair na cidade de Paulistana, localizada a 142 Km de Picos. Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Hildo José Rodrigues, a volta das chuvas melhorou a preocupação com o abastecimento de água na região.

O açude Ingazeira, um dos maiores reservatórios do Sul do Piauí que é responsável pelo abastecimento da cidade de 21 mil habitantes, já chegou a ficar com apenas 11% da sua capacidade e agora é um dos cenários que sofreu uma das maiores transformações com o final da estiagem.

“Até uns sete dias atrás, o açude Ingazeira mais parecia uma lagoa. Com apenas 11% da sua capacidade a situação era preocupante. Agora, com a volta da chuva a situação é outra. Acredito que com mais uns dois metros de água ele sangre, se Deus quiser”, disse.

O açude Ingazeira, um dos maiores reservatórios do Sul do Piauí que é responsável pelo abastecimento da cidade de 21 mil habitantes - Foto; reprodução TV Clube
O açude Ingazeira, um dos maiores reservatórios do Sul do Piauí que é responsável pelo abastecimento da cidade de 21 mil habitantes – Foto; reprodução TV Clube
Açude Ingazeira em Paulistana - Foto: Blog do Evangelista
Açude Ingazeira em Paulistana – Foto: Blog do Evangelista

As fortes chuvas que já perduram há mais de uma semana já encheram açudes, reservatórios e cisternas traz uma nova esperança para os agricultores. “Já estávamos a tanto tempo sem chuva que as esperanças estavam acabando. Mas graças a Deus, ela chegou e é muito bem vinda”, declarou o agricultor Ednaldo Carvalho,.

De acordo com a agricultora Maria do Carmo Sousa, a trégua na estiagem também é um alivio para os animais que estavam morrendo por causa da seca. “Esta chuva é um alívio. Os animais estavam todos morrendo de sede e de fome, porque no pasto não tinha nada e nos não tínhamos como comprar nada para eles comerem”, relatou.

Fonte; G1 Piauí

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade