ad16
CidadeDestaquesGeral

Retirada das encostas dos morros é atividade comercial, diz vereador

Retirada das encostas é atividade comercial - Foto: Reprodução
Retirada das encostas é atividade comercial - Foto: Reprodução

A remoção das encostas dos morros de Picos vem sendo alertada por populares que se preocupam com a intensidade das retiradas das bases dos morros da região.

Em entrevista a nossa reportagem, o vereador Manoel Vieira afirmou que os interesses dessa atividade são exclusivamente comerciais. “O interesse é tirar material para aterrar terrenos que, num futuro bem próximo, terão o valor quadriplicado”, declara.

O vereador cobra dos órgãos de controle que fiscalizem as práticas voltadas para o meio ambiente. “Quais são as ações da secretaria do Meio Ambiente para proteger os morros, o leito do Rio [Guaribas] e tudo aquilo que à secretaria compete?”, interroga.

A Câmara Municipal solicitou do Ibama que envie à Casa um relatório citando as ações do órgão contra a degradação ambiental no município. Para Manoel Vieira, mais importante que a criação do Conselho Municipal do Meio Ambiente é o real funcionamento e regulamentação das atividades que envolvam o meio ambiente em Picos.

“Nós não temos nenhuma experiência de que o trabalho nessas encostas é para proteger esses morros”, alerta Manoel Vieira. De acordo com ele, a atividade não é regulamentada e, como não há estudos preliminares, é impossível prever as consequências que as retiradas das bases desses morros podem trazer para o futuro.

Rio Guaribas

Vieira também falou sobre o Rio Guaribas e afirmou que a responsabilidade pela proteção do manancial hídrico de Picos cabe ao poder público municipal através da secretaria do Meio Ambiente.

“Nós temos em Picos um rio que poderia transformar-se numa alegria para seus moradores. Mas, infelizmente, ninguém pode encostar ali. Corre-se o risco, inclusive, que no verão o rio transforme-se numa boca de fumo”, alerta.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade