ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Reunião discute sobre voos regulares em Picos

Representantes da empresa Piquiatuba Taxi Aéreo, o poder público municipal e a classe empresarial de Picos estiveram reunidos nessa segunda-feira (13), para discutir sobre os voos regulares em Picos. O encontro aconteceu no auditório do Centro Administrativo de Picos.

A principal discussão da reunião foi em relação aos horários dos voos. O horário da rota, com a saída de Picos à Teresina somente às 15h não agradou a classe empresarial.

Reunião discute sobre voos regulares em Picos -Foto: Daniela Meneses
Reunião discute sobre voos regulares em Picos -Foto: Daniela Meneses

Segundo o vice-presidente da Associação Comercial de Picos, Martinho Cosme, para atender a demanda da população é preciso que o horário seja adequado, uma vez que o voo chegar ao final do dia em Teresina não é viável. “O que a gente acha viável é que o voo saísse de Picos em torno das 5h da manhã, no máximo até as 7h para que chegássemos em Teresina cedo e resolvêssemos nossos assuntos e estivéssemos de volta no final do expediente. Nós achamos que com outro horário a empresa teria uma demanda maior e o projeto ficaria mais viável e rentável, porque se não houver os passageiros a empresa não irá permanecer no mercado”, disse.

Os voos Teresina/Picos e Picos/São Raimundo Nonato iniciaram nessa segunda-feira. As passagens já estão sendo vendidas no seguinte endereço: http://piquiatuba.ttinteractive.com. Os preços variam de R$ 89 a R$ 285.

As rotas acontecerão às segundas e quintas-feiras. O diretor comercial da Piquiatuba, Fábio Pazzetto, informou que o projeto é uma iniciativa do Governo do Estado em parcerias com as prefeituras dos municípios. “O objetivo é desenvolver esses municípios que dão essa ligação semanal a Teresina. O poder público está colaborando e o sucesso dessa linha depende muito mais da população do que dos políticos e do que dá própria companhia”, pontuou.

Para o prefeito Padre Walmir Lima, dependendo da demanda dos voos em Picos, há a possibilidade de aumentar o número de vagas na aeronave e também a possibilidade de mudar os horários dos voos para tornar o voo mais proveitoso. “Eu senti da empresa essa abertura de dialogar e aos poucos ir adequando as demandas de Picos e região”, frisou.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade