ad16
GeralTodas as Notícias

Rodovia que vai ligar Piauí a Bahia está 70% pavimentada

A rodovia possui extensão de 25km e cerca de 70% do trecho já está asfaltado.

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), segue realizando obras de mobilidade em vários municípios, graças aos recursos garantidos do PRO Piauí. Um exemplo é a implantação de asfalto na rodovia que liga a cidade de Avelino Lopes, no Sul do Piauí, à divisa com a Bahia, no município de Butirama, que deve ser concluída em outubro deste ano.

A rodovia possui extensão de 25km e cerca de 70% do trecho já está asfaltado. A obra vai possibilitar uma maior integração e ampliação das relações comerciais entre os estados do Piauí e da Bahia. A estrada também deve facilitar o escoamento da produção, fortalecendo o desenvolvimento econômico da região, baseada na agricultura e na pecuária.

“A construção dessa estrada vai aproximar ainda mais o extremo Sul do Piauí com o Oeste da Bahia, fortalecendo as atividades econômicas e sociais que unem a região. Entregaremos essa estrada dois meses antes do prazo e isso é fruto da organização e do planejamento dos projetos, algo que temos implantado ao longo desses dois anos de gestão à frente do Idepi”, diz o diretor-geral do Idepi, Leonardo Sobral. O gestor ressalta ainda a importância dos recursos garantido para que os trabalhos não parem.

De acordo com o Idepi, a obra deve receber um total de investimentos de quase R$ 10 milhões. Só em Avelino Lopes, vivem mais de 11 mil pessoas, que serão diretamente beneficiadas com a nova estrada. Cidades vizinhas como São Raimundo Nonato e Caracol também poderão contar com essa nova rota para a Bahia. Já do lado baiano, além de Butirama, também serão diretamente impactadas com as obras, as cidades de Campo Alegre de Lourdes e Pilão Arcado.

Ainda no território da Chapada das Mangabeiras, o Idepi também deve concluir até o final deste ano a pavimentação asfáltica no trecho da PI-392, entre as cidades de Bom Jesus, Currais e Baixa Grande do Ribeiro, incluindo a Serra do Uruçuí. “Nós começamos o trabalho nesse trecho, conhecido como Rodovia da Soja, em fevereiro e os trabalhos seguem adiantados. A meta é que a recuperação desses 26km facilite o escoamento da produção no Cerrado piauiense”, destacou Leonardo Sobral, informando que os investimentos previstos somam cerca de R$ 19,5 milhões, recursos que também são oriundos do PRO Piauí.

Com informações Ascom

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade