ad16
GeralTodas as Notícias

Secretaria de Meio Ambiente busca projetos para Picos gerar energia renovável

Gláuber Silva e Cláudio Galeno-Foto: Ascom
Gláuber Silva e Cláudio Galeno-Foto: Ascom

Diante da crise energética que assola o país atualmente e do constante debate sobre a vulnerabilidade do sistema em vigor, o Governo Municipal de Picos através da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) vem buscando apresentar em breve uma alternativa sustentável a esse obstáculo ao nosso desenvolvimento.

O modelo proposto seria a geração de energia através da captação de raios solares como acontece em boa parte do mundo, principalmente nos países desenvolvidos, como na Ásia e Europa, que tem a Alemanha como um expoente desse assunto.

Nos últimos meses diversas empresas nacionais vêm visitando diversas regiões no sentido de elaborarem estudos e pesquisas energéticas.

Pelos relatórios iniciais, várias cidades nordestinas podem receber esse projeto e de acordo com o secretário municipal Glauber Silva, Picos sai na dianteira pela localização equatoriana privilegiada e pela forte incidência de raios solares.

“Desde que assumimos a SEMAM pensávamos em um projeto renovável assim. Picos possui todas as qualidades para gerar uma energia limpa a partir do sol”, comentou o secretário.
No ultimo dia 10 de abril, o secretário esteve em Teresina recebendo alguns empresários do setor responsáveis pelo estudo da área de implantação para tratar da parte burocrática e operacional. Na viagem, o grupo visitou o professor Mário Ângelo (secretário estadual de Meio Ambiente para tratar do Licenciamento Ambiental da Usina), a Sra. Célia Maria Luz (na Secretaria de Desenvolvimento Econômico onde o assunto dos incentivos fiscais foi discutido) e no Instituto de Terras do Piauí (INTERPI) com o diretor geral Tadeu Maia.

Da capital, os empresários seguiram para Picos para conhecer toda a região, acompanhados do secretários Gláuber Silva e Cláudio Galeno (da pasta de Turismo e do Desenvolvimento Econômico). Visitaram praticamente toda zona rural do município, como as regiões da Chapada do Mocambo, Chapada do Mirolândia, Gameleira dos Rodrigues, Valparaíso, Cristovinho, Torrões, dentro outros.

Energia eólica-
Energia eólica-

Para a instalação do projeto completo, segundo o que foi repassado pelo Sr. Cid Blanco (empresário da área que esteve em Picos) será necessário uma área de aproximados 400 hectares, mas como a região de Picos não dispõe de toda essa extensão será inicialmente implantado um Laboratório que ocupará uma área de 10 hectares cedida pelo município ou pelo estado.

“Após recebermos esses empresários, já procuramos o prefeito Kleber Eulalio e ele está disposto a abraçar a ideia em virtude da necessidade de gerarmos energia renovável e amenizarmos a crise que atualmente vive nossa região e todo o país”, informou Gláuber Silva.

Pela garantia de apoio do município e do governo, os empresários já asseguraram a instalação em Picos do laboratório-mãe, que será o modelo para a expansão a outras regiões do estado.

“Inicialmente, nesse laboratório será gerado 100 empregos diretos e com a expansão final, isso poderá chegar a 500 empregos a partir do laboratório de Picos”, comemorou o secretário Claudio Galeno.

Ascom

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade