ad16
EducaçãoGeral

Seduc ampliará para 18 mil as vagas do ensino profissionalizante

Governo do Estado
Reunião de monitoramento. Foto: Regis Falcão

A Secretaria Estadual da Educação irá ampliar, de 11.150 para 17.950, o número de vagas no sistema de educação profissionalizante da rede estadual de ensino. Essa é uma das metas apresentadas pela Seduc durante reunião do programa de Gestão por Resultados da dimensão Social I, realizada na tarde de segunda-feira (16), no Palácio de Karnak. Fazem parte ainda da dimensão Social I as Fundações Estaduais de Cultura, Esporte, Amparo à Pesquisa e Antares, além da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Segundo o secretário estadual da Educação, Átila Lira, a ampliação das vagas de ensino profissionalizante se deve ao aumento do número de escolas que oferecem essa modalidade de ensino e à expansão da oferta de cursos profissionalizantes a distância (através de parceria entre a Seduc, os Institutos Federais de Educação Técnica e Tecnologia do Piauí e do Paraná, e o Ministério da Educação).

As matrículas para o ensino profissionalizante devem ser confirmadas até o dia 23 de janeiro. Serão abertas vagas em cursos técnicos em Administração, Logística, Segurança Pública, Indústria da Construção Civil e Informática, por exemplo.

“O número de escolas que oferecerão cursos profissionalizantes aumentará de 37 para 52. Além disso, avançaremos bem com essa parceria com os Institutos Federais através de aulas transmitidas ao vivo aos nossos alunos em diversas cidades”, disse o secretário Átila Lira. Atualmente, seis municípios já contam com cursos profissionalizantes a distancia: Teresina, Elesbão Veloso, Picos, Parnaíba, Uruçuí e Cabeceiras.

Outras metas importantes apresentadas pela Secretaria Estadual da Educação são a reforma e melhoria da infraestrutura física de escolas da rede pública estadual, contratação de servidores, instalação do programa Educação com Mediação Tecnológica em 300 escolas e ampliação do número de escolas de tempo integral, de 181 para 351, através do programa Mais Educação.

Fonte: Governo do Estado

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade