ad16
Cidade

Seid realiza Conferência dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Picos

Seid realiza Conferência dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Picos
Seid realiza Conferência dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Picos

A Secretaria Estadual para Inclusão das Pessoas com Deficiência (Seid) e o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conede) coordenam, durante toda esta quarta-feira (30), na cidade de Picos, a Conferência Regional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. A conferência já foi realizada em diversos municípios do Estado e servem de preparação para a 3ª Coferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que será realizada de 28 a 30 de junho, em Teresina.

Para a presidente do Conede, Helena Lima, o objetivo maior das conferências regionais é colher as propostas de todas as regiões do Piauí para conhecer as necessidades de Norte a Sul do Estado, no que se refere aos direitos das pessoas com deficiência. “As conferências têm a importância de ouvir as pessoas para se apropriar da realidade do que as pessoas com deficiência necessitam. Dessa forma podemos mensurar o que elas têm em relação à acessibilidade e quais são as demandas que elas necessitam”, relata.

O diretor administrativo da Seid, Maurício Cury, que na ocasião estava representando o secretário Helder Jacobina, lembrou que são os resultados obtidos com as conferências que vão nortear as ações do Estado, em relação às políticas públicas relacionadas à pessoa com deficiência. “Na semana passada, estivemos em Recife, numa reunião de gestores que trabalham com a inclusão da pessoa com deficiência, e pudemos perceber que eles têm apostado nos resultados das conferências para melhorar as políticas de inclusão”, afirma.

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comude) de Picos é presidido por Caline Batista, que foi uma das palestrantes da Conferência. Caline contou que a realização de uma conferência serve para dar informação àquelas pessoas que têm uma deficiência, mas não sabem quais são os seus direitos, ou de quem devem cobrar. “Com a realização de um evento como esse, as pessoas acordam para os seus direitos. Nos próximos dias, a minha sala, na Coordenadoria de Educação Especial, vai estar lotada de pessoas querendo saber como fazem para tirar um passe livre, querendo saber como marcam uma consulta no Ceir, eles passam a ter noção de que têm direitos e vão cobrar”, ressalta.

Caline Batista conta que a realidade de Picos já mudou bastante e que após a criação do Comude, em 2009, pessoas de outros municípios passaram a procurá-la para se informar melhor sobre como buscar atendimento, ou pedindo informações sobre como criar um conselho em seu município. “É muito gratificante saber que esse trabalho realizado aqui e o trabalho da esfera estadual, através da Seid está tornando as pessoas mais conscientes dos seus direitos e deveres”, relata.

A programação da Conferência Regional dos Direitos da Pessoa com Deficiência contou ainda com palestra da gerente de Projetos da Seid, Natália Santos, sobre as ações do Plano Viver sem Limite, sobre as linhas de crédito do Banco do Brasil Acessibilidade, com a representante da superintendência do Banco do Brasil, Maria da Glória, e com a representante do Setre e do Sine, Maria da Paz Bandeira, sobre trabalho e reabilitação profissional, pela manhã.

No período da tarde, serão formados grupos de trabalho, para fazer o levantamento de propostas a serem levadas para a Conferência Estadual. Também serão eleitos os delegados que representarão Picos na etapa estadual.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Publicidade