ad16
DestaquesGeral

Senador critica MJ por fechamento do posto da PRF em Valença do Piauí

PRF precisa de reforço.
PRF precisa de reforço. Foto: Arquivo

É “espantoso” o fechamento do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Valença do Piauí, no importante trecho da BR-316 entre Teresina e Picos. O protesto é do senador João Vicente Claudino (PTB-PI) ao solicitar informações ao Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, os motivos que levaram à decisão.

Espantosa e incompreensível a contribuição que a PRF está dando para o aumento da insegurança nas rodovias federais que cruzam o Piauí, afirma o parlamentar. Era de se esperar que a instituição abrisse novos postos, como na desprotegida região entre Eliseu Martins (onde iniciará um dia a Ferrovia Transnordestina) e a divisa com a Bahia. Mas está fechando.

João Vicente relata a situação “de descaso” ao ministro e à Diretora-Geral do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, inspetora Maia Alice Nascimento Souza:

É de causar espanto o fechamento de tal posto, tendo em vista a grande extensão e circulação de veículos na malha rodoviária federal no Estado do Piauí. Tomando como exemplo da disparidade de distribuição de postos de fiscalização da PRF no nosso Estado, entre os municípios de Teresina e São João da Fronteira, divisa com o Ceará (BR-343 / BR-222), percurso este de pouco mais de 230 km de extensão, existem 4 postos da PRF, porém entre os municípios de Teresina e Marcolândia, divisa com Pernambuco, na BR-316, em um percurso de 415 km, somente existem 3 postos da PRF, dentre eles, o do município de Valença do Piauí, que está sendo desativado.

Tal atitude é incompreensível, posto que, quando espera-se da Polícia Rodoviária Federal o empenho na abertura de novos postos de fiscalização e não o abandono dos já existentes, somos surpreendidos com a informação de fechamento de mais um posto de fiscalização. Fico extremamente preocupado com essa omissão de atitudes da PRF no Piauí, e para tanto, basta observar que a região Sul e Extremo Sul do Estado, conhecida como Região do Gurguéia, que ocupa mais de 60 % do território estadual, área que faz fronteira com os estados de Pernambuco, Bahia, Tocantins e Maranhão e, que por conta disso, possui um trânsito muito pesado e intenso, principalmente de caminhões por motivo do escoamento da produção dos Cerrados, está totalmente abandonada pela PRF, pois não possui nenhum posto de fiscalização, deixando os motoristas e usuários totalmente à mercê da sorte no quesito segurança. Esse é o sentimento externado no presente momento, o de descaso da PRF em relação ao Estado do Piauí.

O senador quer saber:

1. O motivo do fechamento do posto em Valença.

2. Que estudos ou dados foram utilizados para a decisão.

3. Que planos e procedimentos de ação a PRF tem para a região de Valença do Piauí.

4. Se existem planos de abertura de novos postos de fiscalização, inclusive na região do Gurgueia.

Com informações do acessepiaui.com.br

ATUALIZAÇÃO

PRF adia fechamento de postos em Valença e mais duas cidades

O fechamento dos postos de átrulamento da Polícia Rodoviária Federal de Campo Maior, Valença do Piauí, (Sul do Estado) e da cidade de São João da Fronteira, (Norte), fica adiado até agosto, que é quando deve sair o resultado da avaliação.

Os policiais que trabalham nesses locais serão deslocados para atuar nos policiamento ostensivo das estradas que cortam o Piauí.

De acordo com o planejamento da Polícia Rodoviária Federal, outros dois postos seriam fechados no Piauí, incluindo o de Campo Maior, mas um estudo de fluxo de veículos e do perigo de acidentes que acontecem no trecho da BR-343, compreendido entre as cidades de Altos, Campo Maior e Piripiri.

Somente no mês do junho desse ano, seis pessoas foram vítimas fatais de acidente no trecho compreendido entre Altos e Campo Maior.

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade