ad16
DestaquesEsporteGeral

SEP: Derrota para o Fluminense e a sequência de um projeto animador para 2022

Zangão perdeu para o vaqueiro na semifinal do estadual sub-17, mas fez boa campanha e conta com planejamento interessante para as principais competições no restante do ano, que conto neste artigo.

Pelo Jornalista Esportivo do Riachão Net

Leo Leal

Na tarde desta terça (10), a SEP foi derrotada pelo Fluminense, em Teresina, por 1 a 0. Daquelas eliminações dolorosas. Jogo duro, equilibrado, decidido no detalhe, num gol de falta onde o bom goleiro do time acabou sendo infeliz e falhando. Mas, seria injusto eu vir aqui comentar só sobre a semifinal e escrever “SEP perde e é eliminado”, porque precisamos enxergar o trabalho num todo. E ele é muito bom. No geral, o zangãozinho foi mais time do que Fluminense e Altos, que estão na final, fez a melhor campanha da fase classificatória, jogando melhor e pontuando mais, porém o futebol nunca prometeu justiça para ninguém. Nem mata-mata. Num jogo, no detalhe, tudo que o time fez de bom nos 3 primeiros jogos é desconsiderado para sequência do campeonato. E foi isso que aconteceu, infelizmente.

Sequência do projeto:

Renê está triste com a derrota, como todos, mas está feliz com os frutos positivos da parceria e continuará apoiando. Vale a menção forte aqui ao lateral ex-Flamengo, que está investindo no time e nos garotos da sua cidade e da região, pois o Picos por si só e pelo dinheiro que tem em caixa, não conseguiria participar nem do sub-17, nem do sub-20, o presidente João Victor falou isso em entrevista para mim; O recurso que ainda tem seria investido na Série B do Campeonato Piauiense, no segundo semestre, mas com a ajuda do R6, está sendo possível essas participações, que são tão importantes. Se não fossem as competições de base, o zangão estava parado desde o primeiro semestre de 2021. E além da equipe estar ativa, ainda revela boas jóias para o profissional.

SEP tem se destacado no futebol de base do Piauí desde o ano passado.

Os garotos irão descansar por 10 dias, e voltam aos treinos para o estadual sub-20, que é mais importante do que o sub-17, pois dá vaga para Copinha, que na minha opinião, é a maior competição de clubes de base do mundo. No ano passado, o time da SEP “bateu na trave”, sendo eliminado para o River mesmo sem perder, porque o galo tinha a vantagem do empate. Vale citar também o azar que Picos tem com regulamento, meu amigo Kaique Soares sempre lembra disso… Fazendo um exercício aqui só nas últimas competições:

Estadual de 2020- Resultado agregado igual com o 4 de Julho, SEP com melhor campanha, mas não existia a vantagem que o Flu teve esse ano e o time picoense perdeu nos pênaltis.

Série D 2021: Picos foi apresentado após o estadual como classificado para o brasileiro, mas depois chegou a notícia que teria que disputar uma pré. Jogou e perdeu para aquele time ruim do Tocantinopolis, que eu nunca aceitei. Detalhe que nunca mais teve pré- Série D, foi o único ano.

Piauiense sub-20 2021: empate com o River na semifinal e o galo se classificou como citei anteriormente.

Piauiense sub-17 2022: empate com o Fluminense era pênaltis, mesmo a garotada picoense com a melhor campanha. Talvez jogando pela igualdade, o time de Picos se fechasse e segurasse o 0 a 0.

Continuando de onde parei: agora, vem o sub-20 em junho, mas os treinos já vão começar logo, com a base do sub-17 e atletas que se destacaram no sub-20 do ano passado.

Para o profissional, a expectativa é que a base seja o alicerce. Com destaques do sub-17, do sub-20 e os jogadores daqui que já passaram pelo clube e estão disponíveis no mercado. Juntando com peças pontuais e importantes que virão de fora para serem os destaques e passarem experiência para os da casa.

Estou esperançoso para o restante do ano, e a derrota de ontem, me pareceu só um acidente de percurso de um time bem treinado, que ainda vai dar muitos frutos em 2022, ano de reconstrução da Sociedade Esportiva de Picos.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.