ad16
EsporteTodas as Notícias

SEP empata jogo em Piripiri e mantém esperança de deixar a degola do Piauiense

Ponto conquistado na Arena Ytacoatiara traz sentimentos diferentes a Colorado e Zangão. Enquanto Gavião fica longe da zona de classificação à final, Auriverde segue na luta para deixar o Z-2. Goleiro Diego, do Picos, opera milagre aos 50 do 2º T

O resultado na Arena Ytacoatiara, em Piripiri, na tarde desta quarta-feira, pode ser visto por dois ângulos. Para o 4 de Julho, jogando em casa, o placar de 1 a 1 fez o time de Flávio Araújo se distanciar do G-2, a zona de classificação à final do Campeonato Piauiense. Para o Picos, um duelo complicado fora do Helvídio, o ponto somado se torna importante na luta para escapar do rebaixamento. Lá no fim, talvez, o ponto da rodada 6 do estadual possa fazer a diferença. Os gols saíram todos no primeiro tempo, na parte final: Vitor Recife, aos 39, e Júnior Juazeiro, aos 46. As informações são do GLobo Esporte PI.

PRÓXIMOS JOGOS

O Campeonato Piauiense não para, e 4 de Julho e Picos entram em campo na rodada 11, que acontece neste fim de semana. O Colorado viaja até o litoral e enfrenta o Parnahyba, no sábado, às 15h45, no Pedro Alelaf. O Picos recebe o Flamengo-PI, no Helvídio Nunes, domingo, às 15h45.

TUDO EMBOLADO

O Picos sobe para 10 pontos, mas permaneceu em sétimo colocado. O Zangão está a dois pontos do 4 de Julho, primeiro fora da zona do rebaixamento. O Colorado soma 12 pts. Completa o Z-2, o Tiradentes-PI, com nove pontos. VEJA AQUI a corrida maluca do estadual 2021.

PRIMEIRO TEMPO

Demorou o jogo a engranar na Arena. Embora o Colorado tenha concentrado mais tempo no campo do Picos – que desde o apito inicial fez um primeiro tempo bem defensivo, não houve uma grande chance de gol. O Zangão escapou bem por duas vezes com Rhuann, na esquerda, e o 4 de Julho ficou preso no bloqueio da SEP. Na bola parada, saiu o primeiro gol da partida. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Marcelo deu um passe para entrada de Vitor Recife. A defesa parou, e o volante colocou no canto de Diego. No último lance da etapa inicial, em cobrança de falta. Wesley botou na área, e Júnior Juazeiro testou. A bola bateu no chão e parou no ângulo de Mauro.

SEGUNDO TEMPO

Mais participativo no ataque, o Picos dificultou o jogo do Colorado, justamente, por ter que se preocupar com os contra-ataques do Zangão – cada vez mais perigosos. Romarinho, por exemplo, mandou de cobertura, pegando a defesa toda espaçada, e o goleiro Mauro só ficou na torcida. Etinho (chute de fora da área), Vitor Recife (de cabeça) e Ted Love (falta) produziram os melhores lances do time de Piripiri. Mas o grande momento do segundo tempo foi aos 50: o goleiro Diego espalmou uma cabeçada da risca da pequena área de Etinho – simplesmente, um milagre.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui