ad16
DestaquesEsporteGeralTodas as Notícias

SEP: Expulso, Felipe alega interferência de delegado do jogo em final

O primeiro jogo da final da Série B do Campeonato Piauiense não teve apenas os dois gols do Altos na vitória em cima do Picos. O atacante Felipe, do Zangão, acabou expulso aos 15 minutos do segundo tempo dando origem a uma confusão dentro de campo entre jogadores e arbitragem e nas arquibancadas, envolvendo dirigentes do Picos com torcedores do Altos. Felipe alega interferência do delegado da partida, Jaime Oliveira, na decisão em expulsá-lo. Por outro lado, Jaime afirma que o jogador teve uma conduta antidesportiva: o empurrou e xingou durante uma reposição de bola.

– Está gravado. Você pode ver nas imagens. O oito do nosso time (o volante Guiba) pegou a bola da mão dele. Dez minutos depois, ele pediu para o árbitro me expulsar. Ele estava trabalhando de gandula. O pessoal fez 1 a 0 (a equipe do Altos) e ele estava segurando as bolas. Ele era o delegado da partida não poderia tomar partido de ninguém não. Isso não existe. É claro que ele interferiu no resultado do jogo, nosso time estava bem e dez minutos, após nosso time chegar três vezes, ele pediu para me expulsar. Isso não existe, futebol está medíocre aqui no Piauí – desabafou Felipe, após o jogo.  

Jogadores do Picos se desentendem com arbitragem (Foto: Josiel Martins)
Jogadores do Picos se desentendem com arbitragem (Foto: Josiel Martins)

Na súmula do primeiro jogo da final da Série B, o árbitro Antônio Santos Nunes descreveu o episódio da seguinte forma: “Expulsei em decorrência do segundo amarelo o atleta Felipe de Sousa Pereira, do Picos, após receber a informação do delegado da partida, senhor Jaime das Chagas Oliveira, que havia sido empurrado pelo atleta citado no momento em que ia pegar a bola para fazer a execução de um arremesso lateral a favor de sua equipe próximo à linha do meio de campo, local destinado ao delegado do jogo e o quarto árbitro. Logo após tomar conhecimento do fato apresentei o cartão amarelo e, em seguida, o vermelho. Inconformado com a expulsão, criou-se um pequeno tumulto por parte de sua equipe, que logo foi contornado. O jogo continuou normalmente até o final” 

Após o lance, uma confusão começou nas arquibancadas do estádio Felipão com o presidente do Picos, Waldemar Júnior. A Polícia Militar controlou a situação.

O delegado do jogou negou interferência na partida e relatou que foi empurrado pelo atacante do Picos, considerando a atitude uma falta de respeito.

– As televisões devem ter visto as imagens. Do meu lado não tinha gandula, distribuímos nos outros três lados do campo. A bola quando saia do lado onde estava ficava sob o meu comando ou do quarto árbitro. Simplesmente, o numero 11 do Picos me deu um empurrão e me chamou de ‘filha da p…’ Sou o delegado do jogado, depois da arbitragem sou a maior autoridade dentro de jogo. Se não tem respeito nem com o delegado… Toda a irregularidade na partida, o delegado comunica à arbitragem, que toma a decisão. Ele recebeu o cartão amarelo por isso, como já tinha um, acabou expulso – rebateu Jaime Oliveira.

Com 2 a 0, o Altos pode até perder por um gol de diferença que garante a taça de campeão da Segundona. Ao Zangão, resta vencer por dois gols para comemorar o título no estádio Helvídio Nunes, em casa, no próximo sábado. As duas equipes já conquistaram o acesso à elite do futebol do estado.

Globoesporte PI

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade