ad16
SaúdeTodas as Notícias

Servidores da saúde vão poder tirar férias após mais de 1 ano de trabalho

Governo sinalizou a possibilidade de escalas para permissão das férias.

O governo do estado planeja a autorização de férias para os servidores da saúde do Piauí, após mais um ano de trabalho, devido a pandemia. 

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (Sindespi) vem provocando o governo. Essa semana, representantes do Sindicato se reuniram com o secretário Estadual de Saúde, Florentino Neto e o governo sinalizou a possibilidade de escalas para permissão das férias.

Os profissionais de saúde foram contemplados com a portaria da Secretaria de Administração que determina que os servidores retornem ao trabalho presencial após 21 dias que tomarem a segunda dose da vacina contra a Covid-19. 

Os servidores acima de 65 anos e os com comorbidades estão trabalhando em home-office e com o seu retorno, o Sesapi poderá definir os plantões para as férias e não afetar a prestação dos serviços.  

“Temos denunciado a exaustão dos servidores da saúde que estão há mais de um ano sem direito a férias, sem descanso nessa luta diária contra a Covid-19. Nossa reunião com o secretário foi produtiva e ouvimos dele a garantia de um novo decreto permitindo as férias, e apresentando um calendário de férias. Isso é fruto de uma luta incessante do Sindespi em defesa dos direitos dos nossos servidores”, disse Geane Sousa, presidenta do Sindespi. 

A reunião com representantes da categoria e o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, ocorreu nesta quinta-feira (01). A solicitação do pedido férias foi protocolada na Secretaria de Administração (Seadprev). 

O Sindespi informou que, em maio deste ano, protocolou ofício com a solicitação do retorno às férias, ressaltando que “se por um lado a situação de emergência impõe a necessidade de manter a rede de assistência hospitalar em funcionamento pleno, para cuidar das pessoas afetadas, por outro lado, não se pode descuidar de quem cuida”, diz trecho de ofício enviado pelo sindicato à Seadprev.

Em junho, o Sindespi formalizou pedido de audiência cobrando novamente o retorno das férias. 

“Esperamos apenas a publicação do decreto confirmando o retorno das férias e um calendário. Essa é mais uma conquista que demostra a força da mobilização da categoria em sintonia com o sindicato, e o canal de diálogo e negociação que buscamos constantemente com as instituições, em prol da categoria”, afirmou Geane Sousa.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade