ad16
SaúdeTodas as Notícias

Sesapi fará uso racional de oxigênio em hospitais e pede ajuda do Exército

Empresa fornecedora alega dificuldade de fornecer mais oxigênio

O secretário Estadual de Saúde, Florentino Neto, garantiu nesta sexta-feira (19) que não há nenhum indicativo de desabastecimento de oxigênio nos hospitais do estado, porém fará medidas para o uso racional do gás nos estabelecimentos de saúde. 

Hoje, Florentino Neto, o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, estiveram reunidos, através de videoconferência, com a fornecedora de oxigênio – que distribui para o estado – e a empresa pediu o uso racional do gás. A empresa alega dificuldade de fornecer mais oxigênio, devido a demanda dos outros estados.  

“A nossa fornecedora de oxigênio tem um plano de contingência. Nós do estado estamos executando nosso plano de contingência. Não temos nenhum indicativo de desabastecimento, mas temos que ser claro com a população que a fornecedora de oxigênio analisando as medidas que temos que ter para adotarmos o uso mais racional do oxigênio para evitar problemas de desabastecimento”, disse Florentino Neto.  

Foto: Futura Press/Folhapress

Ele informou ainda que pediu ajuda do Exército, através do 25 Batalhão de Caçadores, para ajudar na distribuição de oxigênio ao interior do estado. Florentino disse que veículos da Sesapi já estão sendo usados também para fazer o deslocamento de cilindros com o gás. 

O secretário garantiu que acompanha a crise nos outros estados e vem redobrando a atenção no estoque de oxigênio nos hospitais do Piauí. Ele informou que diante da gravidade da pandemia aumentou o tanque no reservatório de oxigênio no Hospital Natan Portela, no Hospital da Polícia Militar, em Luzilândia, Esperantina, em São Raimundo Nonato, em Barras, em Piripiri e outros estabelecimentos de saúde. 

Florentino garantiu que busca uma solução para o abastecimento de oxigênio no Hospital de Campanha em Parnaíba, que está com os leitos prontos, só faltando tanque de oxigênio.

“Estamos dialogando com os nossos fornecedores, com outros fornecedores, buscando fazer locação, comodato ou aquisição de tanque de oxigênio. Tudo isso está muito difícil, porque todo o Brasil está demandando também”.

Cidade Verde

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade