ad16
AutoPECASonline24.pt
EducaçãoGeralTodas as Notícias

Show de apresentações marca Arraiá da EJA

Apresentação dos alunos-Foto: ASCOM Seme
Apresentação dos alunos-Foto: ASCOM Seme

Alegria e muita agitação marcaram o Arraiá da Educação de Jovens e Adultos (EJA), realizado nessa quarta-feira pela Secretaria Municipal de Educação através da coordenação de Jovens e Adultos. Alunos, professores, gestores escolares e convidados lotaram o Rotary Clube para assistirem, com muito entusiasmo, às belas manifestações culturais apresentadas pelos estudantes da referida modalidade de ensino.

A noite cheia de muita festa, danças, quadrilha, comidas típicas e o mais importante, muita alegria, envolveu diretamente 12 escolas que deram um show de apresentações da cultura nordestina. O evento chamou atenção pela riqueza de detalhes desde a decoração até o figurino dos participantes.

A abertura do momento festivo ficou por conta dos alunos da Escola Francisco José de Araújo, do Morro da Macambira, com a música “Massa de Mandioca”, de Mastruz com Leite. Logo em seguida o Centro Educacional Maria Gil de Medeiros, Parque de Exposição, trouxe o Forró Eletrônico, que assim como o baião, o xote, o reizado, o samba-de-coco e as cantigas são danças e canções típicas das festas juninas.

José Alves de Oliveira, do povoado Lagoa Comprida, foi a terceira escola a entrar em campo com o ritmo musical dançante muito tocado nas festas juninas em diversos estados do Nordeste brasileiro, o Xote. Dança que no início era difundida apenas entre a elite mas, não demorou muito para os escravos se interessarem, e através de observações, acabaram adaptando a coreografia para seu próprio jeito, com mais giros e movimentos.

O Bumba-meu-boi, tradição nordestina originária no nosso Piauí, foi uma das manifestações feitas por alunos da Escola Municipal Expedito Albano de Moura, localidade Curralinho. E a dança sob o ritmo da famosa música “Mandacaru”, do Rei do Baião Luiz Gonzaga ficou por conta de estudantes da Escola José João de Moura, das Pedrinhas.

Vereador Zé Luís, Padre Walmir e Hugo Victor presente no evento-Foto: Ascom Seme
Vereador Zé Luís, Padre Walmir e Hugo Victor presente no evento-Foto: Ascom Seme

A apresentação do Xaxado, dança típica nordestina, de origem ligada diretamente ao Cangaço, especificamente por Lampião e seus companheiros chamou atenção dos expectadores do evento.  A dança que nasceu nas brenhas da caatinga nordestina, foi uma das manifestações dos alunos da Escola Francisca Gomes de Lima, localidade Estrivaria.  Além disso, eles homenagearam o sertão com a música “Sebastiana”, de Jackson do Pandeiro e  com a prosa de Luiz Gonzaga “EXALTAÇÃO AO SERTÃO NORDESTINO”.

Público presente no evento-Foto: Ascom Seme
Público presente no evento-Foto: Ascom Seme

Com suas roupas alegres e coloridas os alunos do colégio Nossa Senhora dos Remédios, do povoado Torrões, que apresentaram a perfomance da dança Leseira. As alunas do Colégio Duque de Caxias, bairro Aerolândia, apresentaram o carimbó, através da coreografia da música “Ai Menina”, de Lia Sofia.

A Escola Timóteo Borges de Aguiar, bairro Boa vista, homenageou o “Santo festeiro” com a apresentação da leseira e da música “A morte do Vaqueiro”. A Escola Joaquim Nicolau trouxe uma das mais divertidas tradições das festas juninas, o casamento caipira – também chamado de “casório matuto” ou casamento na roça. A representação é cheia de brincadeiras e gozações.

Apresentação dos alunos-Foto: ASCOM Seme
Apresentação dos alunos-Foto: ASCOM Seme

Na noite festiva, houve destaque também para a Copa do Mundo do Brasil. A escola Dom Paulo Libório, em homenagem à Copa do Mundo, apresentou a coreografia da música “Todo Mundo”, de Gabi Amaranto. E o encerramento da Arraiá da EJA se deu com a quadrilha improvisada.

O secretário municipal de educação, Padre Walmir Lima destacou o empenho das escolas em disseminarem o ensino dinâmico. “Nossos professores buscam inserir na prática do ensino a vivência do dia a dia dos alunos. Procuram envolver comunidade escolar, famílias nas atividades escolares, valorizam a cultura local. ‘A cultura não é para ser ensinada, mas vivida’ e é nisso que baseia nosso trabalho.”

Secretário de Educação, Padre Walmir Lima-Foto: Ascom Seme
Secretário de Educação, Padre Walmir Lima-Foto: Ascom Seme

Padre Walmir Lima agradeceu o empenho o empenho da coordenadora da EJA, Maria Ferreira, dos professores, alunos e gestores escolares.

Apresentação dos alunos do EJA -Foto: ASCOM Seme
Arraiá  dos alunos do EJA -Foto: ASCOM Seme

 

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade