ad16
https://ead.uninta.edu.br/
AutoPECASonline24.pt
DestaquesSaúdeTodas as Notícias

Sindicato dos Enfermeiros se manifesta sobre caso de pacientes que teriam sido dopados em Picos

O Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (SENATEPI) se manifestou sobre a denúncia de que profissionais da área de enfermagem estariam aplicando medicações para que os pacientes dormissem, e assim os profissionais pudessem ter mais tempo para descanso durante o trabalho, no Hospital Regional Justino Luz, em Picos.

Confira a nota:

O Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí – SENATEPI vem, por meio desta nota, manifestar seu posicionamento frente à denúncia contra profissionais de saúde que estariam dopando pacientes no Hospital Regional Justino Luz, em Picos. 

O sindicato esclarece que é contra qualquer tipo de ação que coloque em risco a saúde física e mental dos pacientes e entende que as acusações são graves e devem ser investigadas pela direção da unidade de saúde. É importante  mencionar ainda que os funcionários citados na denúncia possuem o amplo direito de defesa e contraditório e por isso,  recebemos com estranheza o fato da denúncia ganhar grande repercussão antes mesmo que esse direito fosse dado aos profissionais. Inclusive com comunicados da direção do hospital sendo divulgados amplamente.

Lembramos que esse tipo de situação pode trazer graves consequências e é preciso uma postura séria de todos os lados para resguardar a imagem dos servidores e do próprio hospital até que os fatos sejam esclarecidos. 

Enfatizamos aqui o importante papel da Enfermagem, especialmente no atual momento com a pandemia da Covid-19. Somos profissionais essenciais dentro do sistema de saúde, afinal estamos presentes durante todo o tratamento dos pacientes: desde o momento da entrada até a alta. Acreditamos que a população piauiense irá aguardar as investigações com a certeza de que , caso seja comprovado, este é um caso isolado e não deve manchar  a honra dos competentes profissionais que formam a Enfermagem do Piauí.

Sobre o caso
Pacientes internados no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, denunciaram para a direção que profissionais da área de enfermagem estariam aplicando medicações para que os pacientes dormissem, e assim os profissionais pudessem ter mais tempo para descanso durante o trabalho.

A direção verificou pelo centro de monitoramento por câmeras que a equipe de enfermagem estaria ausente do setor e passa horas no celular, seja no posto ou no refeitório, deixando os setores descobertos. 

Em comunicado aos profissionais, a direção informa que não são autorizados a receber as refeições dos pacientes, será inadmissível a perda de qualquer documento de prontuário e que os pedidos do almoxarifado deverão ser autorizados devido serem ‘exorbitantes’

Os profissionais já haviam sido orientados em outra a oportunidade a não terem relações íntimas com colegas no local de trabalho.

Uma sindicância vai apurar os casos no hospital.

Confira o comunicado:

Em virtude de inúmeras reclamações recebidas por parte dos pacientes, acompanhantes e Direção Clinica, Administrativa e Geral deste nosocômio, a partir da presente data informamos que: 

Todos os funcionários podem ser realocados de setor no dia do seu plantão dependendo da necessidade;

Todos os pacientes conscientes e orientados ou em uso de SNG ou SNE deveram ser estimulados a realizar todas as refeições e que lhes seja entregue todas as comidas destinadas aos mesmos, a comida do paciente vem destinada a ele, não aos profissionais! 

Nos foi relatado pela direção e visto pelo centro de monitoramento por câmeras que a equipe de enfermagem está ausente do setor, e passam horas no celular seja no posto ou no refeitório, deixando os setores descobertos. 

Os prontuários devem estar sempre organizados cronologicamente e com todos os exames anexados, e caso haja DECLARAÇÃO DE ÓBITO, que esta seja anexada na capa do prontuário, sendo INADMISSÍVEL a perca de qualquer documento ou do próprio prontuário. 

Houveram denúncias dos próprios pacientes conscientes e orientados e de outros profissionais que os pacientes estão sendo dopados durante a noite para que haja um tempo de descanso maior, todos sabem da divisão de horários para o plantão de 12h é apenas 1h de acordo com a Lei da CLT, caso hajam horas maiores de descanso será descontado no salário, Pois iremos acompanhar pela monitorização das câmeras. 

Os boletins de todos os setores COVID-19 devem ser passados sempre durante à tarde para o familiar e registrado essa passagem, caso não consigam contato, passar o boletim para o serviço social entrar em contato com o município de origem do paciente. 

Pedidos de almoxarifado deverão ser autorizados por coordenadores do setor, pois estão fazendo pedido exorbitantes e desnecessários. 

A informação diária das equipes deve ser feita 1h após o início do plantão no grupo “EQUIPES COVID19 GERAL HRJL” e para a coordenação no privado. 

Ao momento que todos vocês entraram, foi dito que a oportunidade foi dada, mas a permanência só depende de vocês, sendo que o não cumprimento das rotinas dos setores e problemas gerados pelo profissional será feita advertência e encaminhada pra direção. 

Grata pela compreensão de todos! 

Picos, PI 31 de agosto de 2020

Enfa. Camila de Sousa Moura 
Coordenadora das UTI’S do HRJL

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui