ad16
AutoPECASonline24.pt
DestaquesSaúde

Suspeita de Ebola no Paraná faz Sesapi agilizar plano de contingência

A suspeita do primeiro caso de Ebola no Brasil, registrado em Carcavel, no Paraná, já preocupa especialistas da área de saúde no Piauí e apressou algumas medidas do plano de contingência que havia sido elaborado inicialmente.

O africano Souleymane Bah chegou nesta sexta-feira (10) na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. O paciente de 47 anos, que é de Guiné, na África Ocidental, foi levado para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), referência em doenças infecciosas.

Infográfico G1
Infográfico G1

Segundo a diretora estadual de Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde, Telma Evangelista, diante da suspeita de Ebola no Brasil, a Secretaria de Saúde do Piauí não vai esperar pelo resultado do processo licitatório dos kits de proteção individual. “Vamos adquirir os equipamentos de forma emergencial. Na segunda-feira (13) isso será analisado”, disse a epidemiologista.

O processo licitatório prevê a aquisição de pelo menos 9 mil equipamentos de proteção individual, como roupas especiais, máscaras, botas, luvas e óculos. Por isso, a Sesapi foi orientada pelo Ministério da Saúde a comprar poucos kits, apenas para garantir algum estoque até o resultado da licitação. “Nós já temos alguns equipamentos, mas precisamos reforçar essa quantidade”, disse Telma Evangelista.

Outra medida emergencial que será tomada pela Secretaria de Saúde é a realização de mais um treinamento com profissionais da saúde, do Samu e dos aeroportos do Piauí. A atividade já estava sendo pensada, mas depois da suspeita de um caso no Brasil, o treinamento será antecipado para as próximas semanas.

A suspeita no Brasil

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro concedeu entrevista coletiva na manhã de hoje, em Brasília, onde informou que o hospital paranaense recebeu o paciente classificado como suspeito de infecção por Ebola ontem. Ele relatou que na quarta (8) e na manhã de quinta teve febre.

O vírus só é transmitido por meio do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O ebola somente é transmissível quando surgem os sintomas.

No Paraná, 68 pessoas estão sendo monitoradas por terem mantido contato com o africano Souleymane Bah. O índice de letalidade do ebola pode chegar a 90%, o que significa que a probabilidade de uma pessoa morrer ao contrair o vírus é bastante alta.

Chikungunya

Além da preocupação com o Ebola, as equipes da Sesapi também trabalham com o plano de contingência da febreChikungunya, que já é considerada uma epidemia no Brasil, com 1.300 casos.

A febre Chikungunya é uma doença viral parecida com a dengue, transmitida por um mosquito comum em algumas regiões da África. “Essa epidemia está muito próxima de nós e precisamos correr com o plano de contingência. Além de vários casos importados, já temos os autóctones, ou seja, adquiridos no Brasil”, ressalta a epidemiologista.

FONTE: Portal O Dia

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade