ad16
DestaquesGeralTodas as Notícias

Suspeito de compartilhar boato sobre mulher com HIV depõe à polícia

Uma das duas pessoas que compartilharam conversas falsas e de conteúdo inverídico que diziam que uma mulher seria portadora do vírus HIV e estaria contaminando homens intencionalmente foi ouvida pelo delegado de Elesbão Veloso, Paulo Gregório. Em depoimento, o homem disse que queria apenas “passar uma informação relevante”.

A polícia trabalha agora para chegar aos suspeitos que criaram o boato e cometeram crimes contra a honra da mulher, tais com calúnia e difamação. De acordo com o delegado, que preside o inquérito, um rapaz e uma moça, ambos maiores de idade, teriam compartilhado as conversas falsas, gerando repercussão em todo o município que tem pouco mais de 14 mil habitantes.

556f02515dd9c

“O rapaz que já foi ouvido disse que só queria repassar uma informação relevante e que não tinha a intenção de prejudicar a moça. Já identificamos também uma jovem que compartilhou o conteúdo. Ela será também será ouvida”, disse o delegado.

VEJA VÍDEO DA JOVEM ACUSADA

Ainda de acordo com o delegado, as duas pessoas não tinham nenhum tipo de relação com a vítima e provavelmente compartilharam por desconhecer o crime que estavam cometendo.

A vítima das mensagens falsas que circulou Facebook e WhatsApp denunciou o caso na sexta-feira (17) e chegou a relatar à polícia que está preocupada devido ao fato de morar em uma cidade pequena e ter a sua imagem julgada. O crime de calúnia é previsto no artigo 138 do Código Penal Brasileiro.

“No momento ela já está bem mais calma. Chegou a afirmar que não tem desafetos em Elesbão Veloso e que expliquem estes boatos. Agora, vamos investigar para chegar até a pessoa que criou as conversas falsas”, relatou o delegado Paulo Gregório.

Os dois suspeitos de compartilhar o conteúdo assinarão um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados. As investigações devem permanecer com a Delegacia de Elesbão Veloso.

G1 Piauí

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade