ad16
DestaquesGeral

TJ e Segurança discutem situação de Picos

Sede do TJ-PI em Teresina - Foto: Divulgação
Sede do TJ-PI em Teresina - Foto: Divulgação

O Desembargador Edvaldo Moura, Presidente do Tribunal de Justiça, juntamente com o desembargador Erivan José da Silva Lopes, Coordenador do NECO – Núcleo de Enfrentamento ao Crime Organizado e outras autoridades, discutiram na manhã de ontem, 27 de fevereiro, no Gabinete da presidência do TJ-PI, a situação da segurança pública nos municípios que compõem a região de Picos.

Também participaram da reunião o desembargador Joaquim Dias de Santana Filho, Coordenador de Segurança do Judiciário Piauiense, os juízes José Vidal de Freitas Filho, Juiz Auxiliar da Presidência, Thiago Brandão de Almeida, da Comarca de Picos, Sérgio Luís Carvalho Fortes, de Simões e Antonio Francisco Gomes de Oliveira, de São Raimundo Nonato e Coordenador do Núcleo de Apoio Permanente ao Preso – NAPP, além do Promotor de Justiça Flávio Teixeira de Abreu Filho e dos Delegados de Polícia Samuel Silveira e Tiago Dias, deputado Robert Rios Magalhães, Secretário de Estado da Segurança Pública e o Coronel Rubens da Silva Pereira, Comandante Geral da Polícia Militar.

Durante a reunião, foram apresentadas sugestões para a adoção de medidas emergenciais e estruturais para o enfrentamento dos graves problemas hoje existentes na região do semiárido piauiense, em decorrência da superlotação da Penitenciária Regional “José de Deus Barros” e da Central de Flagrantes do município de Picos, da existência de uma só viatura no presídio e das dificuldades no transporte de presos para as audiências.

Ao final da reunião, ficou acertada a formalização de convites ao governador Wilson Martins e ao Secretário de Estado da Justiça e da Cidadania, deputado Henrique Rebelo, para uma reunião em que o Estado do Piauí, por seus poderes Executivo e Judiciário, discuta os problemas da segurança pública em todo o seu território e, em especial, na região de Picos, buscando a adoção, urgente, das providências que se fazem necessárias para a melhoria das condições de vida e segurança de todos os piauienses.

Fonte: Tribunal de Justiça do Piauí

Botão Voltar ao topo
Quer falar a Redação? Comece aqui

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Publicidade