ad16
Dom Expedito LopesGeralPolítica

TRE mantém os mandatos de Ivete e Valmir em Dom Expedito Lopes

Prefeita Ivete com o vice Valmir
Prefeita Ivete com o vice Valmir

Da Redação

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE) decidiu manter os mandatos de Francisca Ivete do Nascimento Lima (PRTB) e Valmir Barbosa de Araújo nos cargos de prefeita e vice-prefeito de Dom Expedito Lopes, respectivamente.

A sessão aconteceu ontem, dia 13, sendo que o plenário daquela Corte, pelo placar de 5 votos a 1, decidiu livrar os gestores da acusação de abuso do poder econômico e corrupção eleitoral na eleição suplementar ocorrida em Dom Expedito Lopes no dia 07 de novembro de 2010. Ivete venceu o pleito pela maioria de 13 votos.

O candidato derrotado na eleição, José Belo de Sousa (PSB), ajuizou ação de impugnação de mandato eletivo junto à 62ª Zona Eleitoral e no dia 09 de agosto de 2011 o então juiz eleitoral, João Borges de Sousa Filho, cassou os mandatos da prefeita e do vice-prefeito. O segundo colocado José Belo ainda chegou a assumir a Prefeitura de Dom Expedito Lopes por alguns dias, mas uma liminar concedida pelo TRE devolveu os cargos a Ivete e Valmir.

CASSAÇÕES

O julgamento da ação pedindo a cassação do mandato da prefeita de Dom Expedito Lopes aconteceu a menos de três meses para a início das convenções partidárias para escolha dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, como prevê o calendário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mas o TRE do Piauí, que é recorde no Brasil no que diz respeito à cassação de gestores municipais, ainda tem dezenas de processos em pauta, muitos deles relativos a gestores que já foram eleitos em eleição suplementar, como é o caso de Dom Expedito Lopes. Outras ações ajuizadas naquela Corte pelo Ministério Público ou por agremiações partidárias, pedem a cassação de vereadores que trocaram de partido no prazo limite de filiações, enquadrando os mesmos na infidelidade partidária.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade