ad16
DestaquesPolíciaTodas as Notícias

Um homem temente a Deus e que combate o crime no Piauí

Seguramente nos últimos quatro anos, a população de Picos acompanhou de perto o trabalho desenvolvido pelo tenente coronel Wagner Torres, atual comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar.

Até aqui foram 29 anos dedicados a promover a segurança no Estado do Piauí, destes quatro anos e dois meses na “Capital do Mel”, e agora o desafio é ampliado: lutar pela diminuição da violência em uma das cidades que é considerada a 30ª mais violenta do mundo, e a 6ª cidade mais violenta do Nordeste.

Tenente Coronel Wagner Torres - Foto: JP Leal
Tenente Coronel Wagner Torres – Foto: JP Leal

Fala-se aqui da Capital Teresina, onde 42 pessoas são assinadas a cada 100 mil habitantes, quando a Organização Mundial da Saúde estabelece que o aceitável são de 10 pessoas referentes a esta mesma fração populacional.

Mas engana-se quem imagina que estes números amedrontam o tenente coronel Wagner Torres. Ele almeja reduzir esta dura realidade em até 50%, e promete implantar sistemas de segurança que surtiram resultados positivos na cidade de Picos.

“A nossa meta é reduzir pelo em 50% este número, e isto será possível se também intensificarmos as parcerias com o Poder Judiciário, Ministério Público e as Polícia Civil, Federal. Temos o objetivo de implementar o sistema de motopatrulhamento, onde a população acionando a PM terá de 3 a 7 minutos para que os policiais cheguem ao local da ocorrência”, disse o comandante.

Tenente-coronel Wagner Tôrres, comandante do 4ª BPM de Picos-Foto: Romário Mendes
Tenente-coronel Wagner Torres, comandante do 4ª BPM de Picos-Foto: Romário Mendes

“Não sou homem de gabinete… todos os dias vou estar com a minha tropa”

Uma marca registrada de Wagner Torres a frente do comando da Polícia Militar de Picos é sua atuação em campo, que ultrapassa os limites do gabinete. Segundo ele, esta postura também será levada para o seu trabalho no policiamento de Teresina, onde busca-se integrar ainda mais a Corporação.

Quando questionado sobre o que os teresinenses podem esperar de Wagner Torres ele resume em uma única frase: “Muita abnegação, compromisso com a segurança no nosso Estado”.

Desafios em Picos

Emocionado, o comandante Wagner Torres disse que viveu na cidade de Picos um dos momentos mais difíceis de sua carreira policial, quando esteve a ponto de perder a patente e o cargo que exercia devido uma polêmica envolvendo sua postura frente a um interrogatório com um preso.

Além disto, ele relata que chegou a Picos em um momento em que a cidade registrava vários casos de homicídios.

“Quando cheguei aqui a população vivia aterrorizada com os crimes de pistolagem, e procuramos saber logo as causas, onde detectamos que estavam relacionados aos crimes motivados pelo tráfico de drogas. A última morte relacionada à crimes de pistolagem foi em 2013”.

Tenente Coronel Wagner Torres
Tenente Coronel Wagner Torres – Foto: Maria Moura

E acrescenta, “eu amadureci muito em Picos, e da forma que sai daqui quando ocorreram problemas, onde podia perder a minha farda, o meu cargo público. Durante quatro anos não tivemos nenhum assalto a banco, Correios, apenas casas lotéricas, crimes elucidados, saio com o sentimento de dever cumprido”, finalizou Wagner Torres.

Religiosidade

Apesar da postura firme, Wagner Torres é um homem de fé. Logo ao iniciar esta entrevista ao Portal RiachaoNet fez questão de reafirmar esta característica.  Relatou as inúmeras promessas de Deus em sua vida, onde muitas anunciavam tais transformações.

“O meu exército que me ajudava em Picos, certamente já foram enviados a Teresina e lá também me guiarão para que cumpra a minha missão”, enfatiza o comandante.

O Portal Riachao Net deseja sorte ao tenente coronel Wagner Torres nesta nova etapa de trabalho! 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade