ad16
AutoPECASonline24.pt
GeralSaúdeTodas as Notícias

Vacinação contra brucelose torna-se obrigatória por todo Piauí, anuncia coordenador da ADAPI

A informação foi dada nesta terça-feira (22) pelo coordenador da Agência de Defesa Agropecuária do Estadual do Piauí – regional de Jaicós, o médico veterinário, Dr. Abdias Último.

Segundo o coordenador, a obrigatoriedade da vacinação é parte do Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose – PECEBT, regulamentada pela Portaria nº 15.204 – 19/2014 – DG ADAPI, de 24 de março de 2014, e obedece à Instrução Normativa 6/2004 – do MAPA, que aprova o Regulamento Técnico do programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal.

Dessa forma, os criadores de bovinos e bubalinos de todo o Estado, ficam obrigados a comprovar, no mínimo, uma vez por semestre a vacinação das bezerras – com idade de 3 a 8 meses de idade – contra a brucelose no escritório da ADAPI onde a propriedade rural está cadastrada. A regional da Agência em Jaicós compreende também os municípios de Massapê do Piauí, Belém do Piauí, Padre Marcos e Francisco Macêdo.

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

A vacina só pode ser adquirida com o receituário de um Médico Veterinário, que deve ser o responsável pela vacinação das bezerras. A comprovação da vacina será feita através do atestado de Vacinação fornecido pelo Médico Veterinário cadastrado ou oficial do Serviço de Defesa Animal.

“A primeira campanha oficial de vacinação contra Brucelose no Piauí ocorrerá em julho desse ano, e o criador que não cumprir com a regulamentação pode sofrer multa, além de ficar impedido de movimentar seu rebanho”, explicou o coordenador.

A vacina contra a Brucelose pode ser realizada por Médico Veterinário e/ou Vacinador sob sua responsabilidade. No momento da vacina, as bezerras deverão ser marcadas com ferro cadente, no lado esquerdo da cara, com a letra V, acompanhada do ultimo algarismo  do ano da vacinação,  de acordo com o Regulamento Técnico do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e  Tuberculose Animal.

A doença
A Brucelose, ou febre de malta, é uma zoonose, transmitida do animal para o homem, responsável por consideráveis perdas econômicas no rebanho bovino. É uma doença sistêmica que, nos quadros mais graves, pode afetar vários órgãos, entre eles o sistema nervoso central, o coração, os ossos, as articulações, o fígado e os aparelhos reprodutor e digestivo.

A infecção em humanos acontece quando há o contato direto com animais doentes ou na ingestão de leite não pasteurizado e produtos lácteos contaminados, como queijo e manteiga, por exemplo, carne mal passada e seus subprodutos.

Fonte: Cidadesnanet

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade