ad16
Geral

Vacinação contra febre aftosa é prorrogada

[ad#336×280]Em virtude da seca que assola o sertão piauiense os criadores de gado ficaram receosos ao vacinar seu rebanho durante a vacinação contra a febre aftosa, uma vez que os mesmos estavam muito debilitados e sem condições de serem vacinados.

A procura dos criadores para fazerem o cadastro foi pouca e apenas 50% do rebanho foram vacinados, sendo que a meta é atingir 90%. Para ajudar o criador e não prejudicar o gado, a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) decidiu prorrogar a campanha de vacinação.

Segundo a coordenadora da Adapi em Picos, Jaciary Leal prorrogar a campanha foi a melhor opção. “Prorrogamos a campanha para ajudar o criador para quando ele for dá a vacinação para o rebanho ele já ter uma pastagem que dê para sustentar os animais”, frisou.

Sede da Adapi movimentada por criadores de gado-Foto: Romário Mendes
Sede da Adapi movimentada por criadores de gado-Foto: Romário Mendes

Jaciary explica que o processo para vacinar seu gado é o mesmo. “O criador tem que se dirigir a uma casa veterinária, comprar a vacina, vacinar seu rebanho e depois vir até um de nossos escritórios da Adapi para fazer a certificação, trazendo junto o comprovante da compra da vacina e o CPF”, diz.

Embora os criadores ainda estarem reclamando por o animal estar debilitado e se recusando a vacinar o gado, a coordenadora espera atingir a meta com a prorrogação da campanha.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Também

Publicidade