ad16
GeralMonsenhor HipólitoMunicípios

Vereador Diógenes impõe derrota ao grupo de Timá na eleição da Câmara de Monsenhor Hipólito

[ad#336×280]Na primeira eleição da Câmara, após a eleição do prefeito  Francisco Anísio de Sousa , (o Timá do PMDB ) que tem como vice-prefeito o advogado Antônio Djalma Policarpo(PP) foi acordado entre os vereadores do grupo do prefeito que o primeiro ano a Câmara seria comandada pelo vereador Hipólito (PT) e no segundo ano pelo vereador Gil Rocha ( PT) e no terceiro ano seria a vez do médico e vereador Diógenes Policarpo(PTB).

O segundo ano legislativo o vereador Hipólito não renunciou e continuou  comandando a casa, ao se aproximar do início do terceiro ano, o vereador Diógenes que aguardava o apoio do grupo do prefeito Timá para se eleger presidente da casa foi surpreendido com o anúncio de que o grupo lançaria uma chapa. Diante do plano de eleger outro vereador e esquecer o acordo firmado na primeira eleição da mesa diretora, imediatamente o vereador Diógenes se articulou com a bancada de oposição e formou uma chapa para concorrer a eleição.

Diógenes convidou os vereadores Adalberto Carvalho para compor como vice e  Talvanis como secretário, registrando a chapa confiança e verdade. O grupo do prefeito Timá  que se preparava para lançar a vereadora Valdirene para concorrer a presidência da casa, de última hora lançou Gil Rocha como candidato a presidente, Valdirene como vice e para secretário a vereadora Josefa Edineide.  O resultado da eleição foi 5 x 4 para a chapa encabeçada pelo vereador Diógenes Policarpo.

O novo presidente da Câmara de Monsenhor Hipólito anunciou independência nos trabalhos do legislativo e afirmou que vai trabalhar ouvindo os colegas vereadores e o povo, buscando cada vez mais fortalecer o diálogo com a população em busca de melhoria para a o município.

Vereador Diógenes
Vereador Diógenes

“Vamos trabalhar pensando no melhor para Monsenhor Hipólito, vou continuar o trabalho como médico e vereador, ouvindo e trabalhando ao lado de nosso líder político e vice-prefeito Djalma. Precisamos trabalhar com firmeza e cumprir compromissos, pois quem não cumpre compromissos está fadado ao fracasso. Vamos continuar os trabalhos de forma independente em prol do povo de nossa terra”, disse Diógenes.

Djalma. Diógenes e Ciro Nogueira
Djalma. Diógenes e Ciro Nogueira

Após a sucessão de fatos ocorridos em torno de acordos que deixaram de ser cumpridos,  a exemplo da presidência da Câmara e do mandato de um ano para o vice-prefeito Djalma Policarpo que esperava até a noite do dia 31 de dezembro o comunicado da licença do prefeito Timá para que o mesmo pudesse assumir o comando do município por um ano, a   relação política entre o médico Diógenes Policarpo e o prefeito de Monsenhor Hipólito  ficou estremecida. Djalma ao sentir o calote do prefeito em relação ao acordo político firmado durante as coligações em 2012 preparou a família e o grupo político para entregar os cargos.

Soube-se que em uma reunião recente o prefeito chegou a anunciar que iria exonerar a secretária de saúde Doralece  Policarpo que é irmã de Djalma Policarpo. Esse anúncio fez com que  o vice-prefeito tomasse a decisão de abreviar a participação de seu grupo político na administração municipal.

O grupo dos Policarpos chefiado por Djalma e Diógenes saiu bem avaliado na eleição estadual dando uma excelente votação para deputado estadual , federal , senador e governador , mostrando força e uma sólida relação com o eleitor que está apostando numa nova formatação política naquele município.

 

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você está usando um bloqueador de anúncios.
Quer falar a Redação? Comece aqui
Publicidade